Tags

, , ,

Oi, Tributos! Como vocês estão? Como eu havia informado sobre o especial, segue mais uma resenha, dessa vez do segundo livro da trilogia.

#EmChamas

Catching_fire

Este livro, na minha opinião é até melhor que o primeiro, porém durante o livro, principalmente no começo, acho que a leitura não fluiu tanto quanto no primeiro livro, mas o final é surpreendente e nos deixam ansiosos para ler o terceiro e último livro da saga.

Quando o Jogo acabou, com dois vencedores (Katniss e Peeta), Panem está agitada. A Menina em Chamas e Peeta criam uma fagulha ao tentar comer uma fruta mortífera para que não tenha nenhum vencedor dos Jogos, e acabam que os dois vencem e ameaçam o poder da Capital. Rebeliões em vários Distritos começam a surgir e o papel de Katniss é pôr um freio nessas rebeliões.

Snow, presidente de Panem, aparece na Aldeia dos Vitoriosos, onde Katniss mora agora depois de vencer os Jogos, e explica a situação à Katniss e “pede” para que ela colabore com a Capital ou haveria uma nova guerra. Katniss tem que continuar com o papel de garota apaixonada com seu amigo, filho de um padeiro, Peeta. Ela está sofrendo um turbilhão de emoções, pois não sabe quem ela ama Peeta ou Gale, seu melhor amigo, em meio à ameaça da Capital de matar sua família e seus amigos.

Katniss e Peeta não conseguem convencer os outros distritos de seu amor cego e a única saída da Capital de conter essa ameaça à sua soberania é convocá-los a um novo Jogos Vorazes, desta vez, os Jogos Quartenários, que acontecem de 25 em 25 anos, que são edições especiais. Nesta edição, serão sorteados os nomes dos vitoriosos dos outros Jogos para lutarem até a morte, e Katniss e Peeta entram na arena, agora como Carreiristas e com alianças formadas.

Matar ou morrer. Não há escolha. Na arena, o mais capaz vence. Os Jogos Vorazes continuam.

Curiosidade: O Tordo está fora do círculo mas ainda permanece preso, veja que Katniss, conseguiu não se libertar mas ter mais liberdade do que possuía no primeiro livro. 

 

NICK NERDBOOKS 2

Anúncios