Tags

, , ,

Oi! Como vocês estão? Paul estuda em uma escola nada convencional. Líderes de torcida andam de moto, a rainha do baile é uma quarterback drag-queen, e a aliança entre gays e héteros ajudou os garotos héteros a aprenderem a dançar. Paul conhece Noah, o cara dos seus sonhos, mas estraga tudo de forma espetacular.E agora precisa vencer alguns desafios antes de reconquistá-lo: ajudar seu melhor amigo a lidar com os pais ultra religiosos que desaprovam sua orientação sexual, lidar com o fato de a sua melhor amiga estar namorando o maior babaca da escola e, enfim, acreditar no amor o bastante para recuperar Noah.

s67vxy

Está procurando um livro divertido, envolvente e reflexivo? Garoto encontra Garoto, segue um percurso com um quê poético, onde o autor, David Levithan, descreve com riqueza as peculiaridades da juventude, relembrando o melhor dessa fase: as amizades, as inseguranças, as pequenas conquistas e os primeiros amores. Com um plano de fundo comum, ganha o leitor pela carga de drama presente nela. Na sua narrativa, o autor, intercala o bom-humor com a seriedade, uma história previsível e engraçada, que traz reflexões sociais a respeito do preconceito e do amor verdadeiro, amor, que não vê raça, cor, religião ou sexo. Uma narrativa que encanta, mas também faz você repensar em inúmeros preconceitos existentes, refletindo sobre o que realmente é amar a si como amar o outro.

Paul, desde pequeno soube que era diferente e não teve problemas em assumir isso. Ele é um garoto que gosta de garotos. A narrativa começa como ‘uma qualquer’, tipicamente juvenil: adolescentes tentando descobrir quem são, amizades conflitantes e o inicio de um romance encantador. Porém com avançar das páginas o autor aprofunda a história, mostrando que mesmo o corajoso Paul tem seus medos, que não será fácil para ele assumir os seus desejos mais profundos e que precisará de muita força para entregar seu coração, ajudar seus amigos e como consequência, amadurecer.

Um dos pontos positivos do autor foi falar da homossexualidade com o um protagonista que não tem problema, familiar ou social, em assumir quem realmente é.

Enfim, como nem tudo é um mar de flores, teve algo que me incomodou no livro, mas foi só no início, que é um tanto quanto superficial. Entendo que o objetivo do autor foi abordar o diferente, mas ainda acho impossível acreditar que, em uma cidade relativamente pequena, Paul e seus amigos seriam tão bem aceitos. Infelizmente, muitas pessoas são extremamente preconceituosas. Por esse motivo, só me envolvi com a história quando ela passou a ser verdadeiramente dramática e envolvente. Quando o bom-humor deu espaço para a reflexão social. No entanto, esse detalhe é quase insignificante perto da mensagem por trás dessa história.

Adquira o seu:

⇒ http://migre.me/nuCnY | http://migre.me/nuCKo

NICK NERDBOOKS 2

Anúncios