Tags

,

Oi, como estão? A história começa no início de outubro de 1946 quando dois jovens, Noah Calhoun e Allison Nelson, se conhecem e se apaixonam perdidamente. Tudo parece perfeito, quando a família de Allie a impede de continuar a vê-lo devido a enorme diferença de classe social entre os jovens. Allie e Noah, lutam para levar uma vida normal, mesmo estando distantes. Até que um artigo de jornal muda tudo e reacende um amor há 14 anos adormecido.

DiarioDeUmaPaixao

Allie e Noah são jovens que se conhecem quando Allie vai passar um verão em Nova Berna, cidade onde Noah mora. Os dois se apaixonam e vivem o verão mais mágico de toda a vida deles. Eles poderiam viver felizes para sempre, se este não fosse um romance de Nicholas Sparks…

A família de Allie tem uma boa condição financeira, ao contrário de Noah. É claro que os dois não ligam para isso ou para outros fatores, mas a mãe dela liga. Ela não aceita o romance da filha, e Allie se vê obrigada a encontrar Noah escondida até o final do verão. Mas, como todo verão, este também acaba, deixando os dois jovens de coração partido. Noah se despede de Allie prometendo escrever para ela, e os dois prometem não deixar este amor morrer.

Noah escreve para Allie todo mês. Dois anos se passam e Allie não responde nenhuma carta do amado. Tudo leva a crer que Allie não está mais interessada, então Noah escreve uma última carta, se despedindo dela. Quatorze anos se passam desde então.

Allie fica noiva de Lon, que poderia se encaixar no modelo de marido perfeito, se não trabalhasse tanto. Um dia, enquanto conversa com os pais, vê uma reportagem sobre Noah no jornal. Três semanas antes de seu casamento, sem que ninguém saiba, Allie decide procurar por Noah, que nunca deixou de ser apaixonado por ela.

Não sou muito fã de romances ou dramas, mas fiquei apaixonado pelo livro. Quem gosta do gênero não pode viver uma vida inteira sem ler este livro. Ele mostra o sentido do amor, e porque ele existe. Não é daqueles que enjoam de tanta doçura, é doce nos momentos certos e consegue ser simples e extraordinário ao mesmo tempo. Faz chorar, mas também faz pensar. E mostra, principalmente, o amor da forma que ele tem que ser. Não devemos morrer de amor, mas devemos viver com e para ele.

4 ESTRELAS

4 ESTRELAS

NICK NERDBOOKS 2

Anúncios