Tags

,

Oi, como estão?

Sinopse:

9788581630113-684x1024Lia está doente e sua obsessão pela magreza a deixa cada vez mais confusa entre a realidade e a mentira. Mas ela perde totalmente o controle quando recebe a notícia de que sua melhor amiga, Cassie, morreu sozinha em um quarto de motel. E o pior: Cassie ligou para Lia 33 vezes antes de morrer. O que começou como uma aposta entre duas amigas para ver quem ficaria mais magra tornou-se o maior pesadelo de duas adolescentes reféns de seus próprios corpos. Ao negar seu problema, Lia impõe a si mesma um regime cruel em que contar calorias não é o bastante. Ao omitir seu desespero, apela ao autoflagelo numa tentativa premeditada de aliviar seus tormentos. Seus pais e sua madrasta tentam ajudá-la a qualquer custo, mas nem mesmo sua doce irmã, Emma, consegue fazer com que Lia pare de se destruir. Agora, Lia precisa encontrar um modo de lidar com todos os seus fantasmas, e a morte de Cassie é um deles. Garotas de Vidro é uma história intoxicante sobre a autorrepugnância e a busca pela identidade. Neste livro, Laurie Halse Anderson aborda de modo realista a dolorosa condição de jovens que sofrem de transtornos alimentares e sua complicada relação com o espelho e consigo mesmos. 

Título: Garotas de Vidro
Título original:  Wintergirls
Autor: Laurie Halse Andreson 
Ano: 2012
Páginas
: 272

Editora: Novo Conceito

Resenha:

A história é narrada do ponto de vista de Lia a partir da morte de Cassie, assim entramos na atual vida da protagonista ao mesmo tempo em que, de acordo com suas alterações de humor, vamos descobrindo seu passado por meio da citação de algumas de suas memórias, e são com essas lembranças que o mistério da morte da Cassie vai ganhando espaço, permitindo que o livro tome um caráter angustiante, doloroso e real. Delinquência, imprudência, drogas, descaso, solidão, anorexia, bulimia, autoflagelação, palavras que são fáceis de descrevermos separadamente, mas tente juntá-las em uma única palavra, tente imaginar tudo isso preso e enraizado em um coração angustiado e perdido. Que nome você daria a esse monstro? Nesse ponto o que realmente aconteceu com Cassie fica em segundo, pois o que importa é o motivo que levou a jovem a ter esse fim, desfecho que parece rondar também o futuro de Lia e que por isso, obscurece o livro de tal forma que é impossível não se sentir possuído pela escuridão que domina essas jovens.

O livro retrata um problema que atinge muitos adolescentes com traumas, por falta de atenção ou por influências, fazendo com que isso seja um dos pontos principais da narrativa. Lia quer ser magra a todo custo, capaz de maltratar-se para conseguir o que quer. Lia se olha no espelho e vê uma jovem gorda, feia, estúpida, burra, mas a autora não fala isso, ela escreve e escreve… Até que não existam dúvidas do que a jovem vê no espelho; Lia se corta para sentir a dor e o sufocamento esvaziar seu corpo, só que a autora não cita isso, ela conta como se ela já tivesse passado por isso; Lia toca suas costelas e só vê banha; Lia deseja um pedaço de chocolate, um delicioso pedaço de bolo, uma suculenta bocada de pizza, mas ela é forte, ela não precisa disso, ser vazia é ter poder, vencer a fome é ter poder.

A história não é surpreendente ou surreal, não tem um desfecho inacreditável como a maioria dos livros atuais, pois simplesmente conta a verdade, de uma forma aberta e sem preconceito. É a narração da vida de uma garota problemática…

Recomendo esse livro sim, mas sempre avisando que não é surpreendente e que você tem que ter mente aberta para aceitar as coisas impostas no livro, que vai ficar atacando a sua mente e voltando por algumas noites, já que isso pode acontecer com qualquer pessoa, até de quem você não imagina.

4 ESTRELAS

BOM!

assinatura wemerson

Anúncios