Tags

, , , , , , , , , , , , , , ,

livro-a-moreninha-joaquim-manuel-de-macedo-13786-MLB233910400_1572-F

Sinopse: 

A Moreninha é um dos principais romances brasileiros e seu autor, ao lado de Manuel Antônio de Almeida, José de Alencar, Machado de Assis, Aluísio de Azevedo e outros (poucos) formam os verdadeiros alicerces da nossa literatura. Centrado no romance entre Augusto e Carolina, este é o principal livro de Macedo. Numa época onde a cultura era totalmente voltada para a Europa, A Moreninha é uma das primeiras e magnificas tentativas de fazer literatura brasileira, observando usos e costumes do Brasil do Segundo Império, retratando o cotidiano da vida brasileira em meados do século passado.

Título: A Moreninha 
Título original: –
Autor: Joaquim Manuel de Macedo
Ano: –
Páginas
: 159

Editora: Klick

4 ESTRELAS

BOM!

Skoob | GoodreadsSubmarino

Resenha:

A Moreninha, gira em torno de uma aposta feita por quatro amigos, estudantes de medicina: Fabrício, Augusto, Leopoldo e Felipe. A aposta surge quando Felipe convida os amigos a visitar a sua avó, D. Ana. E faz toda uma propaganda em torno de suas primas e de sua irmã. Augusto que é visto como legítimo namorador e conquistador, diz que jamais consegue amar uma moça por mais de 3 dias.

Assim surge a aposta: Se Augusto se apaixonar por uma só mulher durante quinze dias será obrigado a escrever um romance, como pagamento da aposta. Caso contrário, Felipe terá que escrever sobre sua derrota. Aposta é aceita.

Indo até a Ilha (que nunca é nomeada no livro), conhecemos a família, as festas, as brincadeiras de uma nova sociedade, com novos costumes, que estava surgindo no Brasil. Lá, os rapazes se encantam pelas moças. Logo surge, um romance entre A Moreninha e o Incorrigível Augusto. Um romance que enfrentará dificuldades, principalmente promessas do passado.

O Livro em sua época pode ser considerado um Best-seller, pois foi lido por muitas pessoas. O livro tem um toque de realismo (não confundir com o ideal da escola realista), ele vai descrever costumes, lugares tipicamente brasileiros, mas, lembrando que estamos no Romantismo, temos muitas coisas idealizadas, inclusive o amor, a mulher.

A História lida hoje em dia, pode ser considerada uma típica comédia romântica, com seus clichês. Porém, a obra é super divertida. Muitos consideram obra pra meninas, não concordo. Afinal, qualquer rapaz pode se divertir ou até mesmo se identificar com algumas opiniões dos estudantes da história. O fato é que, os costumes na obra, a forma da paquera são diferentes, contudo, se analisarmos bem a essência não mudou tanto assim, acho possível que muitos ainda podem se identificar com o ideal da obra. Seus valores, a sua moralidade. E se emocionar e rir bastante. 

Não espere encontrar muita descrição, pelo contrário houve uma preocupação em dizer o essencial. Descrever o que realmente era importante para criar ambientes, por exemplo. Os Diálogos são muito bem trabalhados, são divertidos. 

Joaquim traz algo novo, uma obra que fez muito sucesso e que ainda é lida hoje em dia, estudada e debatida. Merece ser lida e apreciada como uma obra literária não só pelos ditos famosos críticos e estudiosos de literatura, mas sim por todo e qualquer leitor.

Anúncios