3 Estrelas, Resenhas

Resenha: O Diário De Um Mago, Paulo Coelho

Olá, pessoal! Voltamos com mais uma resenha para os nossos #nerdbookaholics. Desta vez resolvi trazer uma obra nacional, vale a pena conferir, vamos lá?!

Obs.: Eu resolvi escolher essa obra por perceber que muitos de nossos leitores curtem enredos que se perpassam por narrações mágicas, onde podemos sair um pouco da realidade crua e vagar por caminhos imaginários, acreditando que há sempre um lado espiritual, energético, de encantos entre razão, sentimentos e sentidos. A obra conta com um pouco disso, mas que se conduz em nosso plano natural, buscando atrair a essência do rompimento de certas fronteiras de nossas mentes, bastando apenas crer e executá-las.

Eu tenho algo bem legal para dizer sobre como descobri esse livro antes de começar a resenha-lo, quando eu resolvi ler esse trabalho do Paulo Coelho, já havia lido outras obras como O Alquimista e não nego que não tinha interesse em conhecer essa. Mas certo dia ao sair de casa pela manhã indo para a universidade. Ao chegar em minha calçada lá estava. Um livro aberto jogado ao chão com uma página da contracapa rasgada. O livro era antigo, mas ainda perfeito para seu intuito e finalidade. Suas manchas e pequenas orelhas nas extremidades das folhas levemente amareladas não me fizeram rejeitar sua atração. Afinal era um livro! Ao pegá-lo no chão, olhei em volta, não havia ninguém na rua eu o fechei e lá estava “O Diário De Um Mago”. Eu o coloquei na mochila e o levei comigo. Cuidei dele ao retornar aos meus aposentos. Retirei as orelhas das páginas, limpei, o sequei ainda estava úmido devido a madrugada fria que paira no Planalto da Borborema, guardando-o assim por sete dias embaixo de uma ruma de livros maiores e pesados, para que ele pudesse voltar ao estado adequado para sua possível conservação. Depois eu o li atenciosamente. E foi desta forma que tal obra chegou até mim. Num acaso em que o destino nos cruzou após algum desordenado ser humano o jogá-lo fora, especificamente em minha calçada. Eu o tenho até hoje. A 74ª edição da editora Rocco, fez então parte de minha coleção de livros em minha estante desde então. Isso ocorreu em 2014.

diario-mago

Sinopse:

“Cheguei à cidade depois de tomar um ônibus da linha entre Pedrafita e Compostela. Em 4 horas fizemos os 150 km que separavam essas duas cidades e me lembrei da minha peregrinação: às vezes precisava de duas semanas para percorrer essa mesma distância a pé. Dentro de pouco tempo pegarei um avião de volta para o Brasil… Tenho muito o que fazer. Passa pela minha cabeça a ideia de escrever um livro sobre o que vivi. Mas esta é ainda uma ideia remota…” – Paulo Coelho

Título: O Diário de um Mago  
Título original: –
Autor: Paulo Coelho
Ano: 1993
Páginas:
246

Editora: Rocco

3 SABRES

Skoob | Goodreads | Adquira

111274754249g

Sobre o autor

Nasceu em 1947, na cidade do Rio de Janeiro. Antes de dedicar-se inteiramente à literatura, trabalhou como diretor e ator de teatro, compositor e jornalista.

Paulo Coelho escreveu letras de música para alguns dos nomes mais famosos da música brasileira, como Elis Regina e Rita Lee. Seu trabalho mais conhecido, porém, foram as parcerias musicais com Raul Seixas, que resultou em sucessos como Eu nasci há dez mil anos atrás, Gita, Al Capone, entre outras 60 composições com o grande mito do rock no Brasil.

Em 1986, PAULO COELHO fez a peregrinação pelo Caminho de Santiago, cuja experiência seria descrita em O Diário de um Mago. No ano seguinte (1988), publicou O Alquimista, que – apesar de sua lenta vendagem inicial, o que provocou a desistência do seu primeiro editor – se transformaria no livro brasileiro mais vendido em todos os tempos. Outros títulos incluem Brida (1990), As Valkírias (1992), Na margem do rio Piedra eu sentei e chorei (1994), a coletânea das melhores colunas publicadas na Folha de São Paulo, Maktub (1994), uma compilação de textos seus em Frases (1995), O Monte Cinco (1996), O Manual do Guerreiro da Luz (1997), Veronika decide morrer (1998), O demônio e a Srta. Prym (2000), a coletânea de contos tradicionais em Histórias para pais, filhos e netos (2001), Onze Minutos (2003), O Zahir (2005), A Bruxa de Portobello (2006), O Vencedor está só (2008) e a compilação de textos Ser como o rio que flui (2006).

Fez também a adaptação de O dom supremo (Henry Drummond) e Cartas de Amor de um Profeta (Khalil Gibran).

Sobre a obra

O livro conta a história, ou melhor dizendo, a vivência tida pelo autor em uma jornada em 1986, por um caminho que é percorrido por milhares de turistas de vários cantos do mundo todos os anos. Por três meses, o autor do mesmo, o compositor e jornalista, Paulo Coelho, caminhou a pé os quase setecentos quilômetros entre o sul da França, e que a separam da cidade de Galícia. Isso, feito por muitos na cidade de Santiago de Compostela, ele percorreu tal percurso em busca de mistérios e conhecimentos sagrados sobre magias. Havendo em sua trajetória um grande ser italiano que passou a ser seu guia e nessa peregrinação, eles experimentaram vários momentos místicos e ensinamentos que Paulo Coelho passou a conhecer, como por exemplo As Práticas de RAM, na peregrinação por um dos três caminhos sagrados de uma crença antiga. Esse estranho Caminho de Santiago, diz o autor, mudou sua vida e ele, com todo o seu jeito intenso de expor suas vivências nos repassa nesse livro. É sempre muito complicado tentar manter os intensos e dedicados leitores do Nerd Book’s, preparados para a leitura em uma resenha sem dar pequenos spoilers. Mas sempre tentamos nos esforçar. Vamos sempre tentando construir um caminho que não ultrapassem os limites do interesse pela obra. Muitos já devem conhecer a obra, outros, no entanto ainda pretendem ou acabarão o lendo, de alguma forma ou de outra, como aconteceu comigo em que ele surgiu em meu caminho.

94e960bd-c6c9-4e5a-bed3-293fcaf99e5a

O livro, que Paulo Coelho dedica com todo entusiasmo à Petrus por toda sua compreensão em não ceder aos abusos dele em querer transformá-lo (típicos de pessoas autoconfiantes), resultou em vários ensinamentos que o autor vai descrevendo no decorrer da história. Ele irá mostrar alguns exercícios que aprendeu, tais como alguns rituais, que são praticados a milênios nesse caminho de Santiago de Compostela e que até os dias de hoje, é realizado por inúmeros turistas e pessoas em busca de espiritualidade, e novos conceitos, que peregrinam por essas trilhas. Paulo Coelho traz para nós esses ensinamentos. Como sei que comecei e seria injusto não falar de algum deles, antecipo meus caros amigos e amigas, quais são eles: O Exercício da Semente, o Exercício da Velocidade, o exercício da Água, o Exercício da Crueldade, o Exercício do Enterrado Vivo, o Exercício das Sombras, o exercício da Audição e o Exercício da Dança. Esses são os exercícios que ele aprendeu e se submeteu a fazê-los em sua peregrinação, tendo ainda alguns outros rituais, mas que deixarei vocês descobrirem por si sós. Logo ele os descreve para que nós possamos alcança-los também. Mas meus amores, preciso ser sincero, eu tentei praticá-los, contudo não tive muito êxito, mentalmente eu não estava preparado para eles, apesar de eu ter tentado realizar todos para melhor compreender o livro, havia um que causava uma grande dor, eu não o executei perfeitamente, pois só aceito bem a dor que seja motivada pelo amor, sou romântico, fazer o quê? Outros tipos de dores para mim são incômodos. Vou citar apenas um dos Exercícios para que possam compreender melhor:

6faee531-cc86-4ec2-b4ac-c62f6be195e6

E desta forma segue as escrituras de Paulo Coelho, contando como foi sua peregrinação e suas descobertas, ele descreve sua luta pelo segredo contido em sua espada (ele adora espadas), mas é preciso ler para saber o que ele descobriu, pois não irei dizer (risos). O Nerd Book’s tem a finalidade de prepará-los para a leitura, deixando assim a opinião sobre o livro ser analisada de acordo com o momento, percepção e estado emocional de cada um de vocês. E aqui me disperso e deixo vocês com mais uma boa leitura. Aguardamos ansiosos pelos seus comentários sobre o livro. Lembrando sempre que quem faz o Nerd Book’s são vocês.

Um bom café, um forte abraço e uma ótima leitura!

44 comentários em “Resenha: O Diário De Um Mago, Paulo Coelho”

  1. Olá, tudo bem?

    Não acredito como tantas pessoas possam jogar livros na rua e deixar um pedaço da cultura perder-se, ainda bem que esse livro foi encontrado por você e que você tenha feito um bom uso do mesmo. Já li outras obras do Paulo Coelho e adorei a forma como ele aborda os seus assuntos e temas. Esse livro, no entanto, não sei se chamaria tanto a minha atenção, creio que falte algo! Excelente resenha, adorei!

    Beijos!

    Curtido por 1 pessoa

    1. É verdade, tripbruta. Achei interessante fazer algo sobre uma obra nacional. Pretendo sempre variar os estilos. Nosso público é bem diversidficado e muito interessante. Espero poder sempre agradar um pouco de cada estilo literário. É a preocupação que o Nerd Book’s sempre tenta ter. Credibilidade com seus seguidores.
      Obrigado por acompanhar nossos trabalhos. Estamos sempre atentos a vocês.
      Abraços!

      Curtido por 1 pessoa

    1. A cada dia me encanto mais com o público do Nerd Book’s, Vany. Sinto-me muito acolhido e a cada comentário acabo me tornando mais fã ainda do blog.
      Obrigado pelo comentário.
      Beijos!

      Curtir

    1. Verdade sim, Paula. Eu senti essa sensação e se eu não o tivesse resgatado ali úmido, jogado na calçada, hoje provavelmente ele nem estaria sendo resenhado aqui e eu provavelmente, nem teria te conhecido, mesmo que seja de forma informal, mas que é muito importante para mim. A literatura unindo mentes.
      Beijos, Paula.

      Curtir

    1. Obrigado, Beatriz Shaina. Talvez vale a pena conferir como ele descreve sua peregrinação pelos caminhos de Santiago, admito que mesmo sem ter ido ainda, já aprendi várias coisas através da obra e pretendo ir, está em meus planos.
      Um forte abraço!

      Curtir

  2. Eu não leio muito escritores nacionais por falta de oportunidade rsrs acho que até hoje só li os clássicos dos clássicos. Não sou muito chegada em Paulo Coelho até pela linha mística que ele tem rsrs Mas sempre vejo as pessoas falando muito bem de seus livros 🙂

    Curtido por 1 pessoa

    1. Erica, vou te confessar um segredinho pessoal (risos). Eu não sou muito fã do Paulo, ele tende a ser um escritor que tem uma forma de escrever que é de fácil compreensão, talvez isso o tenha ajudado a ter seus livros traduzidos em vários países, mas mesmo assim há algo que não me prende muito a ele como me prendo a Stephen King por exemplo. Mas é só uma opinião pessoal. Muitas coisas podemos aproveitar nas leituras de Paulo Coelho.
      Um forte abraço, beijos!

      Curtir

    1. Eu entendo perfeitamente, sei bem como é isso. E não tiro sua razão, como no comentário anterior que fiz para Erica, eu não sou um fã nº1 do Paulo. Mas podemos aproveitar sim sempre alguma coisa. Neste caso eu mesmo aprendi muito sobre o percurso de Santiago de Compostela no noroeste da Espanha. Fora ele só li o Alquimista, talvez sejam as duas obras que possivelmente eu recomendaria do autor. (Sem preconceito com o mesmo claro).
      Beijos, linda.

      Curtir

    1. Obrigado, amigo(a). Tentei garantir uma boa compreensão sem dar muitos spoilers, para não perder a expectativa de quem não o leu ainda. Fico contente que tenha gostado. Irei visitar seu site outro momento, pois no momento estou na casa de minhas irmãs e elas não me dão sossego.
      Um grande Abraço!

      Curtir

    1. É o que ele promete, Lucimar. Ele busca muito trazer esses domínios que ampliam magias e percepções nas pessoas, através de suas próprias experiências. O Exercício da Semente é muito engraçado, lembra um pouco o Tai chi chuan (o yôga chinês).
      Um forte abraço!

      Curtir

    1. Tudo sim, Rayanni.
      Obrigado pelo reconhecimento. Eu volto a compartilhar da mesma opinião sua. Sei o quanto Paulo tem adeptos as suas histórias e o Nerd Book’s se preocupa bastante com seus leitores, por isso achei interessante descrever essa obra dele, mas não sou realmente um fã nato dele. Tenho meus preferidos e ele não entra na lista. Mas eu tenho o costume de sempre ver o lado bom das coisas e creio que sempre haveria algo a se aproveitar.
      Beijos, meu anjo!

      Curtir

    1. Cassia, há tantas literaturas boas nacionais, não é mesmo?! Tudo de bom. Eu curto bastante, sinto falta de alguns enredos, mas sempre me encontro em outros contos, biografias e histórias que me inspiram bastante.
      Abraços, bem!

      Curtir

  3. É impressionante que pessoas se desfazem das coisas com tanta facilidade, eu tenho alguns livros mas não gosto nem de emprestar quanto mais jogar fora … Até os que não gostei não coloco fora … Já li alguns livro do Paulo Coelho, esse ainda não tive a oportunidade!
    Minda
    Bjs ❤

    Curtido por 1 pessoa

    1. Pura verdade, Minda. O problema é muito que educacional, eu acredito. As crianças crescem distante do mundo literário, para muitos ler cansa, ler é chato, ler é perca de tempo, meus pais não leem, meus parentes não leem, os pais não leem para os filhos. Dessa forma, até entendemos como pessoas cresçam sem dar valor a obras literárias e se desfaçam de qualquer uma sem nem ao menos ter a consciência de raciocinar que talvez não o interesse, mas faria muita importância para outra pessoa que goste do mundo da leitura e suas divertidas imaginações.
      Beijos, linda!

      Curtir

    1. Ain que fofo, obrigado Cláudia. Eu só li duas obras dele, essa e o Alquimista. Eu não sou muito fã dele, mas curti bastante essas duas obras que li, vale a pena conferir. Mas pelo seu entusiasmo, não nego que fiquei curioso (para não dizer provocado) em ler o livro que você tão graciosamente mencionou dele. Pra quê mexer com meus instintos de leitor, hein?
      (risos)
      Entro mais tarde no link apresentado aí.
      Beijos, gata!

      Curtir

    1. Olá, Rafael!
      Obrigado por gostar da resenha, amigo. Sinto-me lisonjeado pelas boas palavras, as vezes penso que talvez eu não simpatize com o Paulo, mas suas obras são interessantes sim. Sabe…? É fácil compreender como o Wemerson Roberto (O Nerd) leva tão a sério a dedicação por todos vocês no blog, ainda é um mistério para mim compreender a mente dele, mas espero sempre poder me dedicar mais para trazer novos frutos as suas imaginações e gostos literários.
      Um forte abraço, Rafael!

      Curtido por 1 pessoa

  4. Parabéns pela resenha,acho muito legal qdo vejo resenha sobre livros nacionais isso enriquece nossa cultura e prestwgia os nossos ,que alias temos grandes escritores e paulo coelho é conhecido mundialmente creio eu. Parabens por ter axhado e feito bom uso dessa obra. Beijokass

    Curtido por 1 pessoa

    1. De fato foi sim, Lorena. Eu estou muito animado em antecipar minha nova resenha, contudo, devo manter a descrição para não perder a sensação do inesperado. Espero que gostem. E que muitos livros surjam nos caminhos de vocês e caibam bem em lugar especial em suas estantes.
      Beijos e forte abraço!

      Curtir

    1. Olá, Alana. Sabe… Eu só conheço um trabalho do Augusto. Não sei se foi por falta de estímulo ou de ocasião. Ele é bem citado por muitos, o que li era algo que me tocava de maneira que sentia ser uma obra de auto ajuda. Não sei se o estilo dele é mesmo esse. Se eu ler algo novo dele prometo resenhá-lo aqui para os nossos fiés seguidores conhecerem melhor seus trabalhos.
      Beijos, linda!

      Curtir

Deixe uma resposta para Lucimar da Silva Moreira Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s