Adaptações, Artigos, Séries

‘O Mundo Sombrio de Sabrina’: [SPOILER] pode morrer em temporada futura

‘O Mundo Sombrio de Sabrina’ tornou-se uma das melhores e mais adoradas séries da Netflix – mesclando terror e comédia em um cenário arrepiante. E, levando em conta que a produção já está renovada para uma 4ª temporada, é possível que mais sacrifícios sejam colocados nos próximos episódios, incluindo a morte de um dos personagens principais: Harvey Kinkle (Ross Lynch).

Apesar de não ter sido confirmada pelo criador Roberto Aguirre-Sacasa ou por seu aplaudível time criativo, a ideia não é impossível. Vale lembrar que a série é adaptação dos clássicos quadrinhos homônimos da Archie Comics e, em um dos volumes (mais precisamente em Chilling Adventures of Sabrina #4, de Aguirre-Sacasa e Robert Hack), Harvey é morto durante o batismo de Sabrina.

Na narrativa, intitulada Harvey Horrors, ele a segue na floresta após Madame Satã o manipular, dizendo que Sabrina o estava traindo. As bruxas, então, o perseguem e o comem, dizendo para a jovem feiticeira que “ele era delicioso”. Assim que vê o cadáver de Harvey, Sabrina tem uma visão do futuro que poderia ter. As coisas complicam ainda mais em The Trial, no qual, em uma tentativa de ressuscitar Harvey, ela apenas traz seu corpo vazio de volta – abrindo espaço para Edward Spellman, pai não-biológico de Sabrina, se aproveitar da situação.

A história eventualmente foi cortada da adaptação seriada – afinal, Sabrina e Harvey se separaram e a bruxinha resolveu cortar quaisquer laços românticos com seu ex-namorado através de um feitiço. Entretanto, isso não significa que a trama não possa ser resgatada em interações futuras.

Para aqueles que não se recordam, Lúcifer, pai verdadeiro de Sabrina, tenta levá-la a qualquer custo para o lado das Trevas e transformá-lo na impiedosa Rainha do Inferno que ele tanto sonhou. Entretanto, sua forte aproximação com a vida mundana – principalmente no tocante a seus amigos – é o que a impede se seguir os passos do pai. Logo, matar Harvey em qualquer ponto da série poderia pavimentar o caminho para Sabrina Spellman se transformar em Sabrina Estrela-da-Manhã.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Via: CBR

Adaptações, Artigos, Curiosidades, Terror

VOCÊ CONHECE A HISTÓRIA DE “EU SOU A LENDA”?

eu-sou-a-lenda-wall-1080x675-1

Ao ouvir de falar ‘Eu Sou A Lenda’ a maioria das pessoas lembra do filme de 2007 que conta com Will Smith no papel principal do brilhante cientista Robert Neville. No blockbuster de 2007, o personagem de Will Smith enfrenta uma verdadeira infestação zumbi que domina o mundo e a cidade de Nova York. O que muitas pessoas não sabem é que o filme de Francis Lawrence é baseada no livro de 1954 de Richard Matheson e não é a única adaptação feita da história para as telas.

O conto de Richard Matheson, que já foi lançado no Brasil como A Última Esperança sobre a Terra e também como Eu Sou A Lenda, já foi adaptado para as telas em The Last Man on Earth (1964), A Última Esperança da Terra (The Omega Man, 1971 – com Charlton Heston no papel principal) e A Batalha dos Mortos (I Am Omega, 2007 – mesmo ano da estréia do filme que contou com Smith).

O mais surpreendente é que o livro original não trata de zumbis e sim de uma praga que transforma as pessoas em vampiros! Uma excelente HQ de Steve Niles e Elman Brown adaptou de forma perfeita a obra de Richard Matheson para a mídia. A história chegou ao Brasil em 2010 em uma edição da Devir com a história completa!

eu-sou-a-lenda-0002

As Diferenças do Filme para a HQ “Eu Sou A Lenda”

Ao contrário do que acontece no filme de 2007, a história original de Eu Sou A Lenda apresenta um Robert Neville não tão genial e focado quanto o personagem interpretado por Will Smith. Na HQ de Steve Niles e Elman Brown (e no livro de Richard Matheson), o personagem principal ainda é inteligente e determinado mas seu sofrimento é constante e ele abusa do álcool e do cigarro de forma constante para fugir de suas frustrações. A praga vampiresca da revista também apresenta características distintas e mostra um certo nível de inteligência que os zumbis do longa não deixam claro até os momentos finais do filme.

A dinâmica da HQ, que possui desenhos sombrios que geram uma sensação de perigo e claustrofobia o tempo inteiro, faz questão de mostrar o quanto o dia-a-dia de Neville é sofrido e solitário (nada de cães para aliviar a solidão aqui). O tormento provocado nas noites, principalmente pelo seu antigo vizinho Ben Cortman, são os pontos altos da história. Aqui os vampiros sabem onde é a casa de Neville e passam as noites berrando para que ele saia dela – onde fica trancado com diversos itens do lado de fora que impedem a entrada do raivoso bando.

eu-sou-a-lenda-0001

O pessimismo é muito mais latente na HQ do que na adaptação para o cinema e, assim como Neville, é fácil nos pegarmos tentando entender porque o personagem não acaba logo com a sua própria vida. A obra original de Richard Matheson, que é seguida de forma bem fiel na HQ, vai fazendo com que Robert Neville evolua pouco a pouco e a mudança é nítida conforme o personagem vai perdendo suas conexões com o passado e enterrando suas memórias.

A HQ Eu Sou A Lenda não dá margem para termos esperança. A história mostra, ao contrário do filme homônimo de 2007, que a luta de Robert Neville é pela sobrevivência e que a raça humana como um todo já se perdeu a algum tempo – ele cita algumas vezes uma guerra que deve ter desencadeado a ascensão dos vampiros.

eu-sou-a-lenda-0003

Tanto o filme quanto a HQ de Eu Sou A Lenda tem seus méritos. Porém a HQ se mantém mais fiel ao original de Richard Matheson e funciona mais enquanto produção de terror.

Conseguindo nos fazer arrepiar e sentir o desespero de Neville em cada página, a HQ Eu Sou A Lenda é uma excelente leitura para os amantes do gênero e para quem só conhece a história pelo filme protagonizado por Will Smith

Adaptações, Stephen King

TOP 10 STEPHEN KING: OS MELHORES FILMES

Stephen King, é um famoso autor de livros norte-americano que faz muito sucesso (inclusive é um dos meus autores favoritos). Nascido no Maine nos EUA, Stephen já vendeu mais de 400 milhões de cópias de seus livros e é o nono autor mais traduzido do planeta!

Suas obras normalmente tratam de temas relacionados ao terror ou a ficção científica e já foram adaptadas para as telas do cinema e séries incontáveis vezes. Seu primeiro livro, Carrie, foi lançado em 1974 e adaptado ao cinemas em 2013, 2002 e em 1976.

Para enaltecer o autor e suas obras, decidimos ordenar os filmes baseados na obra de King que mais agradam ao espectador, independentemente de serem pouco ou muito fiéis a obra original.

Vamos lá?

Quais são os 10 melhores filmes baseados na obra de Stephen King

a2bespera2bde2bum2bmilagre
A ESPERA DE UM MILAGRE

À Espera de Um Milagre (The Green Mile, 1999) foi lançado em 2000 no Brasil e dirigido pelo cineasta Frank Darabont. A história narra a relação entre Paul Edgecomb (Tom Hanks) e um prisioneiro (Michael Clarke Duncan) sentenciado a pena de morte por estuprar e assassinar duas meninas. O problema é que o prisioneiro de aspecto assustador na verdade possui um comportamento extremamente dócil e parece possuir dons sobrenaturais. A história se desenvolve em pouco mais de três horas e fica na cabeça durante muito tempo. Imperdível!

xmorgan-freeman-3.jpg.pagespeed.ic_.feeluwte2l
UM SONHO DE LIBERDADE

Um Sonho de Liberdade (The Shawshank Redemption) foi lançado em 1994 e foi um tremendo fracasso nos cinemas. Dirigido por Frank Darabont, o filme acabou ficando famoso após chegar ao VHS e é hoje facilmente reconhecido como um dos melhores filmes baseados em obras de Stephen King.

A história acompanha Andy Dufresne (Tim Robbins) que é condenado a prisão perpétua após o assassinato de sua esposa e o amante. Só Andy sabe se os crimes foram de fato cometidos por ele.

Porém, em seus 19 anos em cárcere, o antigo contador cria laços de amizade com Red (Morgan Freeman) e passa por todo tipo de situação na prisão de Shawshank. Emocionante, o filme é um dos poucos baseados em obras do autor que não possui um elemento paranormal forte.

shining-2-im-des
O ILUMINADO

Lançado em 1980, O Iluminado (The Shining) conta a história de um escritor chamado Jack Torrance (Jack Nicholson) que aceita se tornar caseiro do Hotel Overlook no período de inverno quando o hotel fica isolado nas montanhas pelas fortes nevascas.

Na companhia de sua esposa (Shelley Duvall) e filho (Danny Lloyd), Jack descobre que o hotel possui uma história sombria que vai pouco a pouco modificando seu comportamento. O curioso é que o filme dirigido pelo mestre Stanley Kubrick sofreu diversas críticas do próprio King que considera o filme “um Cadillac grande, lindo e sem um motor dentro” conforme afirmou em entrevista ao Collider em 2016.

As críticas do autor se direcionam em grande parte ao roteiro que, segundo ele, não deram profundidade a Jack e transformaram sua esposa em uma pessoa “que nada faz além de gritar”.

Apesar das duras críticas de King, O Iluminado segue como uma das obras favoritas de muitos fãs.

it-a-coisa
IT: A COISA

It: A Coisa (It) chegou aos cinemas em 2017 dirigido por Andy Muschietti. Uma das mais famosas obras de Stephen King, conta a história da cidade de Derry que parece ser assombrada há décadas por um ser maligno. Cabe a um grupo de crianças tentar desvendar o mistério e parar as ações do Palhaço Pennywise (Bill Skarsgård). Com efeitos especiais impressionantes e uma excelente atuação de Bill Skarsgård, a segunda adaptação audiovisual do livro de Stephen King não decepciona

carrie-a-estranha-0
CARRIE, A ESTRANHA

Lançado em 1976, a primeira adaptação de Carrie, A Estranha (Carrie) foi dirigida por Brian De Palma e contava com Sissy Spacek (Carrie White), Piper Laurie (Margaret White) e John Travolta (Billy Nolan).

A história acompanha a vida da adolescente Carrie que vive alheia e solitária por conta de uma mãe super protetora e religiosa ao extremo. A adolescente começa a desconfiar que possui poderes paranormais e depois de ser convidada para o baile de formatura as coisas saem completamente do controle. A adaptação da obra de Stephen King feita por Brian De Palma envelheceu muito bem e é extremamente interessante para os fãs de terror até hoje.

o-aprendiz-apt-pupil-plano-critico-600x400-1
O APRENDIZ

O filme de 1998 O Aprendiz (Apt Pupil) é baseado no conto “Aluno Inteligente” de Stephen King.

Dirigido pelo famoso Bryan Singer, o filme conta a história do jovem Todd (Brad Renfro) que descobre o passado de seu vizinho Kurt (Ian McKellen) com o nazismo. Para não denunciá-lo o jovem exige que Kurt conte tudo sobre os campos de concentração da 2ª Guerra. A história, que mostra um intenso jogo psicológico, é muito interessante e vai te deixar grudado na cadeira do começo ao fim.

fb7f84be0b9ce9b67aa88809a609c92d
CONTA COMIGO

O clássico da Sessão da Tarde Conta Comigo (Stand by Me) foi lançado em 1986 com direção de Rob Reiner e é outro dos filmes baseados em livros de Stephen King que não possui fortes elementos sobrenaturais. O filme acompanha quatro amigos que durante a infância decidem sair em uma aventura para ver o corpo de um desconhecido morto por acidente. Gordie Lachance (Wil Wheaton), Vern Tessio (Jerry O’Connell), Chris Chambers (River Phoenix) e Teddy Duchamp (Corey Feldman) vêem uma simples brincadeira evoluir para um evento marcante em suas vidas. O longa ainda conta com Kiefer Sutherland em uma história que envolve a passagem da infância para a vida adulta.

il_tagliaerbe
O PASSAGEIRO DO FUTURO

O Passageiro do Futuro (The Lawnmower Man) foi lançado em 1992 com direção de Brett Leonard e tem um elenco estelar composto por Jeff Fahey, Pierce Brosnan, Jenny Wright e Dean Norris.

A ficção científica de horror é o centro de uma grande polêmica, uma vez que o próprio Stephen King disse que o longa não possui semelhanças significativas com seu conto “O Homem do Cortador de Gramas” (The Lawnmower Man) e inclusive processou os produtores para que seu nome fosse tirado do filme e parasse de ser associado a ele. O filme conta a história de Jobe Smith (Jeff Fahey), um jardineiro com problemas mentais que se submete a uma experiência com realidade virtual. Pouco tempo após ser inserido no experimento do Dr. Lawrence Angelo (Pierce Brosnan), ele consegue assumir controle daquele novo mundo.

Apesar de muito diferente do conto original, o longa tem um roteiro bastante interessante, o que rendeu inclusive uma sequência que estreou nos cinemas em 1996.

08022017-christine_1983-2
CHRISTINE, O CARRO ASSASSINO

Lançado em 1983 e dirigido pela lenda do horror John Carpenter, Christine, o Carro Assassino (Christine) é mais um dos filmes de terror baseados na obra de Stephen King. O filme conta a história de Arnie Cunningham (Keith Gordon) que compra um Plymouth Fury 1958 que ele nomeia como Christine. Centro das atenções na vida de Arnie, o carro em pouco tempo passa a demonstrar ciúmes de seu proprietário, interferindo na vida de Arnie e mostrando suas “habilidades especiais”.

Um clássico do terror!

evqnbgtxqaawf3r
ROSE RED – A CASA ADORMECIDA

Dirigido por Craig R. Baxley e lançado em 2002, Rose Red – A Casa Adormecida (Rose Red) é um filme assustador que conta a história de um grupo de paranormais que precisa desvendar o mistério de uma casa que já provocou o desaparecimento do milionário que a construiu e de sua filha. Carregado no suspense e no horror, o filme capricha em cenas de terror que mostram que a casa pode ser mais cruel e maligna do que parece!

Mais assustador ainda é saber que King admitiu ter se inspirado na história real da viúva Sarah Winchester e sua mansão, situada em San Jose, na Califórnia… arrepios!

Bônus

it-uma-obra-prima-do-medo-plano-critico-600x400-1
IT: UMA OBRA PRIMA DO MEDO

It: Uma Obra Prima do Medo (It) foi lançado em 1990 e traumatizou muitas crianças que ficaram com medo de palhaço. A história traz uma atuação impecável de Tim Curry como o palhaço que aterroriza Derry – Pennywise. Os dois episódios da minissérie mostram os personagens enfrentando o vilão ainda crianças e após a maturidade

Gostou da lista? Sentiu falta de algum filme que você gosta? Conte para a gente nos comentários!

4 Estrelas, Adaptações, Resenhas

Resenha: Good Omens – Belas Maldições por Neil Gaiman e Terry Pratchett

518swp1u0jl

Sinopse:

O mundo vai acabar em um sábado. No próximo sábado, para falar a verdade. Pouco antes da hora do jantar. Não há nada que possa ser feito para frustrar o Grande Plano divino. Mas quando uma freira satanista um tanto distraída estraga um esquema de troca de bebês e o pequeno Anticristo acaba sendo entregue ao casal errado, tem início uma série de erros cômicos que podem ameaçar o próprio Armagedom. Aziraphale é um anjo que atua na Inglaterra e dono de um sebo nas horas vagas. Crowley é um demônio e ex-serpente responsável pela mesma região. Ambos veem nessa confusão uma grande oportunidade, porque os dois, que vivem entre os humanos desde o Princípio, apegaram-se demais ao mundo para desejar a grande batalha entre o Céu e o Inferno. Em sua jornada para evitar o Armagedom e encontrar o Anticristo, agora um menino de 11 anos vivendo tranquilamente em uma cidadezinha inglesa, eles acabarão trombando com uma jovem ocultista, dona do único livro que prevê com precisão os acontecimentos do fim do mundo, com caçadores de bruxas ainda na ativa e, quem sabe, até com os Quatro Cavaleiros do Apocalipse. Mas eles terão de ser rápidos. Não é só o tempo que está acabando… Esta edição contém a tradução revisada a partir do original revisto, aprovado por Neil Gaiman e pelo Pratchett Estate, que corrige vários erros de digitação e imprecisões presentes em edições anteriores.

Título: Good Omens: Belas Maldições
Título original: Good Omens
Autores: Neil Gaiman e Pratchett Estate
Ano: 2019
Páginas: 364
Editora: Bertrand Brasil

4 SABRES

Resenha:

Este é um bom momento. Ler o romance agora nos preparará muito bem para a adaptação da TV estrelada ainda este ano, mais precisamente dia 31 de maio, então está beeem próximo. Embora o romance de 1990 não necessariamente forneça soluções, pode ao menos nos ajudar a rir do absurdo de nossa situação atual.

Mas mesmo as piores previsões para 2019 não correspondem exatamente aos eventos em Belas Maldições. No livro, o Fim dos Tempos está chegando, mas – graças a uma confusão em uma maternidade – o anticristo vive na pequena cidade de Oxfordshire. Ele é um garoto comum (com alguns poderes mágicos úteis) e ainda não percebeu o que o destino tem reservado para ele, resultando em algumas surpresas para todos, incluindo o anjo Aziraphale e o demônio Crowley, que se unem para parar o apocalipse e salvar a Terra.

Pelo que me lembro, o resto do livro faz jus a essa fantástica premissa e depois a algumas. Dito isso, devo também admitir que li pela última vez Belas Maldições logo após a primeira publicação aqui no Brasil em 2017 (o livro foi de fato publicado nos anos 90).

Uma das alegrias do livro que eu me lembro claramente é cavar as notas variadamente iluminadas, desviadas e absolutamente ridículas com as quais Pratchett e Gaiman enriqueceram sua história.

Pratchett e Gaiman conseguiram criar uma história que une grandes doses de sátira, cinismo e humor maluco, não convencional em uma observação coesa, embora surpreendentemente precisa, da vida humana em todo o mundo. Os personagens, um dos maiores pontos fortes deste livro, trazem muito charme e humor ao livro.

Os enredos secundários são outro ponto forte desta história que, apesar de ser aparentemente aleatória e independente, as histórias estão, na verdade, estabelecendo uma base sólida para o enredo principal, fornecendo muitas informações e suporte relevantes. Também existem alguns enredos laterais e personagens que realmente não adicionam muito à história e sentem que estão lá apenas para pegar algumas risadas baratas.

A descrição acima apenas arranha a superfície do que é um conjunto muito amplo, mas complexo de personagens e enredos, porque eu precisava de um limite para evitar que o que eu escrevesse se tornasse algo sem sentido e desajeitado. Há tanta coisa acontecendo, tantos pequenos detalhes para acompanhar, e ainda assim consegue se reunir muito bem para formar uma grande história sobre o que significa ser humano.

Até a próxima! Deixem seus comentários logo abaixo.

4 Estrelas, Adaptações, Lançamentos

Resenha: Ninguém Pode Saber – Karin Slaughter

81dVI1nFY2L.jpg

Sinopse:

Andrea sabe tudo sobre sua mãe, Laura. Ela sabe que Laura sempre viveu na pequena cidade costeira de Belle Isle; sabe que a mãe nunca desejou nada além de uma vida serena como integrante da comunidade; e sabe que ela jamais guardou um segredo na vida. Afinal, todos conhecemos nossas mães, certo? Mas tudo muda quando uma ida ao shopping se transforma em um cenário de violência e caos, e Andrea conhece um lado completamente novo de Laura. Parece que sua mãe, antes de ser Laura, era outra pessoa. Durante quase trinta anos ela escondeu sua identidade, vivendo sossegadamente na esperança de que ninguém descobrisse quem era de verdade. Agora, exposta, nunca mais poderá viver como antes. A polícia quer respostas e a inocência de Laura está em jogo, mas ela se recusa a falar com quem quer que seja, inclusive com a própria filha.

Título: Ninguém Pode Saber
Título original: Pieces of Her
Autora: Karin Slaughter
Ano: 2019
Páginas: 416
Editora: HarperCollins Brasil

4 SABRES

 

Resenha:

Eu simplesmente amei esse thriller! Não só foi bem ritmado e habilmente planejado, mas os personagens são plausíveis. Sim, há mistério e intriga, ação e aventura, e todos são construídos de forma brilhante. A cena do shopping nunca me fez imaginar onde as pessoas estavam no espaço (algo que muitas vezes pode ser um problema durante cenas caóticas), e as verdades reveladoras sobre quem Laura realmente me mantiveram atento.

Em uma entrevista, a autora disse que em seus romances “o personagem tem que importar tanto quanto enredo”. Ela demonstra isso em “Ninguém Pode Saber”. Seus retratos de Laura e Andrea são tão densos e complicados quanto o enredo. Acompanhar o crescimento de Andrea, é um dos aspectos mais gratificantes do romance.

Embora o romance não tenha algumas reviravoltas e surpresas que geralmente esperamos em livros do gênero, e às vezes parece repetitivo, os personagens mantêm você envolvido por todo o caminho, assim como a escrita vívida. Por isso que dou quatro sabres de luz.

A representação da autora Karin Slaughter de uma relação mãe-filha é simplesmente perfeita. O amor que Andrea sente por sua mãe, que é uma paciente com câncer de mama, o medo e a curiosidade, e até mesmo um pouco de traição por não conhecer a história real de sua mãe – essas coisas eram tão verdadeiras que dirigiram o romance quanto o enredo real.

Se você quer uma leitura realmente satisfatória que combine personagens convincentes e uma história convincente, você deve ler “Ninguém Pode Saber”, lançamento da HarperCollins Brasil.

E a Netflix já anunciou que está trabalhando na adaptação, que deve assumir o formato de uma minissérie de oito episódios, dirigida pela Lesli Linka Glatter de “Homeland” e roteirizada por Charlotte Stoudt de “House of Cards”. Ainda não há data de estreia.

Até a próxima! Deixem seus comentários logo abaixo.

+ Leia a resenha do livro: Flores Partidas – Karin Slaughter

5 Estrelas, Adaptações, Editora DarkSide, Resenhas

Resenha: Os Goonies – James Kahn

capa-do-livro-o-despertar.jpg

Sinopse:

O clássico filme criado por Steven Spielberg, <b, volta direto dos anos 1980 em um livro inesquecível, criado durante o processo de produção e filmagens do longa-metragem.
Descubra ou redescubra o universo mágico dos meninos e das meninas das docas Goon.
O livro nos leva além do filme nos dando detalhes dos personagens e contando o que aconteceu depois do final antológico.

Esta é uma história do tipo “Não seria incrível se… A magia de Os Goonies está sobretudo naquilo em que esses amigos se tornam uns para os outros” – Steven Spielberg

Título: Os Goonies
Título original: The Goonies
Autor: James Kahn
Ano: 2012
Páginas:
240
Editora: DarkSide

5 SABRES

Skoob | Goodreads | Compre

Resenha:

Os Goonies foi um filme da década de oitenta que fez bastante sucesso com a fantástica história do tesouro de Willy Caolho.

O livro publicado pela DarkSide não é muito diferente, já que é baseado na história criada por Steven Spielberg para o filme. O tipo de situação que te deixa na dúvida, quem veio primeiro, o filme ou o livro?

Antes de serem despejados das Docas Goons, Mikey, de 13 anos, e seus amigos, Bocão, Dado e Gordo, juntos com o irmão mais velho Brand, encontram um mapa do tesouro e vêm a partir daí uma forma de salvar suas casas da hipoteca do Country Club Hillside, que querem transformar suas casas num grande campo de golfe. Indo em busca do tesouro, seus caminhos se cruzam com a terrível Família Fratelli, uma gangue perigosa e procurada pela região, logo entramos nessa fantástica e divertida história!

tumblr_lxxi4fokvd1qfr6udo1_400

Narrada em primeira pessoa pelo tímido Mikey, que visivelmente cresce através das páginas, aliás cada personagem tem suas características marcantes, como Dado e suas engenhocas ou o Gordo, que só pensa em comida. kkkk

No melhor estilo Sessão da Tarde, Os Goonies é uma verdadeira aventura em busca de um tesouro perdido, a leitura é muito gostosa e deve ser apreciada por todos os fãs do filme.

Bom, como sempre a DarkSide fez um belíssimo trabalho, pois a edição publicada pela editora é uma das mais lindas ao meu ver, a capa com seus tons alaranjados, a caveira dourada reluzente e o título do livro são envernizados, cheios de detalhes do mapa do tesouro. ❤ #SimplesmenteAmo #SemMedoDeLer 

4 Estrelas, Adaptações, Desafio Literário 2016, Editora Intrínseca, Resenhas

Resenha: Garota Exemplar – Gillian Flynn

gone-girl

Sinopse: 

Uma das mais aclamadas escritoras de suspense da atualidade, Gillian Flynn apresenta um relato perturbador sobre um casamento em crise.

Na manhã de seu quinto aniversário de casamento, Amy, a linda e inteligente esposa de Nick Dunne, desaparece de sua casa às margens do Rio Mississippi. Aparentemente trata-se de um crime violento, e passagens do diário de Amy revelam uma garota perfeccionista que seria capaz de levar qualquer um ao limite. Pressionado pela polícia e pela opinião pública e também pelos ferozmente amorosos pais de Amy, Nick desfia uma série interminável de mentiras, meias verdades e comportamentos inapropriados. Sim, ele parece estranhamente evasivo, e sem dúvida amargo, mas seria um assassino?

wwaww5

Título: Garota Exemplar
Título original: Gone Girl
Autor: Gillian Flynn
Ano: 2013
Páginas
: 448

Editora: Intrínseca

4 SABRES

Skoob | Goodreads | Compre

Resenha: 

A história gira em torno de Nick e Amy Dunne, que vivem na cidade de Nova York. O casal aparenta uma relação tranquila, que não exige grande esforços e adoram se destacar dos demais casais comuns, porém, tudo muda quando Nick, devido à crise que atinge a profissão, é demitido da revista em que trabalha. Amy, por sua vez, que é psicóloga e escrevia para uma publicação feminina, também perde o emprego.

Amy é uma garota rica e filha única de um casal de escritores conhecidos no país todo por suas obras infantis “Amy Exemplar”, que foi inspirado na filha. Sendo assim, Amy poderia viver tranquilamente com Nick por um longo período, por causa do império que seus pais construíram, entretanto, seus pais acabaram gastando quase todas as economias para saldar dívidas e, a mãe de Nick, que vive numa cidade no interior de Missouri, está com câncer e precisa de ajuda, todos esses problemas afetam emocionalmente o casal, que se entrega ao vazio e a uma vida distante da idealizada.

gone_girl_gillian_flynn_garota_exemplar_2

Insatisfeita com o relacionamento, Amy faz de tudo para agradar ao marido, vizinhos, família do marido e aos próprios pais. Decide então preparar uma surpresa para o marido no aniversário de cinco anos do casamento.

Porém, ao chegar em casa, Nick não encontra a esposa e a sala está revirada, o ferro de passar roupas ligado, as portas abertas, Amy desapareceu! O caso vai parar em todas as redes e Nick passa a ser odiado em rede nacional, à medida que a polícia vai desvendando segredos e chegando perto da verdade.

A obra é organizada em capítulos intercalados com Amy e Nick como narradores. O primeiro a expressar seu ponto de vista é Nick — aborrecido com o casamento e infeliz pela situação de abandonar a cidade grande e perder o emprego. No capítulo seguinte, a voz passa para Amy e suas memórias em um diário, retratando como foi conhecer Nick e como nasceu o romance entre eles.

gone_girl_gillian_flynn_garota_exemplar_1

Quando o leitor pensa que está indo num caminho óbvio, a autora introduz uma reviravolta que o leva a repensar tudo o que leu anteriormente para tentar descobrir quem é o vilão e quem é o mocinho, já que ambos são mentirosos e cheios de segredos.

Não é atoa que Garota Exemplar, desbancou 50 Tons de Cinza do primeiro lugar dos mais vendidos do site da Amazon e entrou para o topo da lista de bestsellers do New York Times.

Adaptações, Editora Fundamento

Adaptação: A 5ª Onda – Rick Yancey

a_5_onda_capa_cartaznovo_af05

O filme estreia no dia 21 de Janeiro de 2016 no Brasil. Veja a sinopse:

A Terra repentinamente sofre uma série de ataques alienígenas.

Na primeira onda de ataques, um pulso eletromagnético retira a eletricidade do planeta. Na segunda onda, um tsunami gigantesco mata 40% da população. Na terceira onda, os pássaros passam a transmitir um vírus que mata 97% das pessoas que resistiram aos ataques anteriores. Na quarta onda, os próprios alienígenas se infiltram entre os humanos restantes, espalhando a dúvida entre todos.
Com a proximidade cada vez maior da quinta onda, que promete exterminar de vez a raça humana, a adolescente Cassie Sullivan (Chloe Grace Moretz) precisa proteger seu irmão mais novo e descobrir em quem pode confiar.

Adquira o livro com capa do pôster do filme com 30% de desconto na loja virtual da Editora Fundamento: http://bit.ly/1Qonk6z

CURIOSIDADES SOBRE O FILME:

– A atriz Chloe Grace Moretz que interpretou a protagonista de A 5ª Onda também fez parte do filme Se Eu Ficar.
– O vilão da história foi interpretado por Liev Schreiber, que fez o irmão do Wolverine em um dos filme do X-Men.
– Os livros A 5ª Onda e O Mar Infinito estão na lista dos mais vendidos do jornal The New York Times
– A 5ª Onda é indicado para os fãs de Jogos Vorazes e Divergente
– O terceiro livro da trilogia A 5ª Onda será lançado no exterior em maio do ano que vem. Aqui ainda não temos previsão de lançamento.

rodape_a5_onda_filme