3 Estrelas, Editora Novo Conceito, Resenhas

Resenha: O Bangalô – Sarah Jio

o-bangalo_1

Sinopse: 

Verão de 1942. Anne tem tudo o que uma garota de sua idade almeja: família e noivo bem-sucedidos.

No entanto, ela não se sente feliz com o rumo que sua vida está tomando. Recém-formada em enfermagem e vivendo em um mundo devastado pelos horrores da Segunda Guerra Mundial, Anne, juntamente com sua melhor amiga, decide se alistar para servir seu país como enfermeira em Bora Bora.

Lá ela se depara com outra realidade, uma vida simples e responsabilidades que não estava acostumada. Mas, também, conhece o verdadeiro amor nos braços de Westry, um soldado sensível e carinhoso.

O esconderijo de amor de Anne e Westry é um bangalô abandonado, e eles vivem os melhores momentos de suas vidas… Até testemunharem um assassinato brutal nos arredores do bangalô que mudará o rumo desta história.

A ilha, de alguma forma, transforma a vida das pessoas, e este livro certamente transformará você.

Título: O Bangalô
Título original: The Bungalow
Autor: Sarah Jio
Ano: 2015
Páginas
: 316

Editora: Novo Conceito

Livro cedido através da parceria com a editora

3 SABRES

Skoob | Goodreads | Compre

Resenha:

Anne, formada em enfermagem está prestes a casar-se com um homem bem-sucedido. Kitty, também formada em engermagem é sua grande e melhor amiga. Unidas. Fieis. Kitty, após a festa do noivado de Anne, reflete que está na hora de seguir seu caminho.

Então, resolve se alistar no exército para cuidar dos soldados feridos. Anne por sua vez, não fica satisfeita com a vida amorosa e decide seguir sua amiga e juntas servir ao exercito em Bora-Bora.

QUOTE 1

Ambientada na Segunda Guerra Mundial, somos encantados por uma linda história de amor que em meio a tanto caos e acontecimentos lamentáveis, vemos que a vida nos prepara coisas das quais não estamos esperando.

Anne sabe muito bem o que é ser surpreendida, envolve-se com um soldado muito carinhoso que encontram um refúgio num velho bangalô na praia. Ali, viveram momentos inesquecíveis.

Após vários anos, Anne recebe uma carta, um convite de um remetente desconhecido para recordar o que foi vivido no bangalô, o que você faria? Quer saber a reação de Anne, leia O Bangalô. 😉 😛

QUOTE 2

Sarah Jio sabe te prender na sua narrativa, colocando acontecimentos que tornam a história mais interessante e intensa.

A trama tem um grande reviravolta. Personagens e fatos impactantes. Romance, drama e mistério… Tudo isso em apenas um livro! 😀

4 Estrelas, Editora Novo Conceito, Resenhas

Resenha: Esperando por Doggo – Mark B. Mills

esperando-por-doggo_1

Sinopse:

Dan achava que tinha uma vida feliz com Clara, mas, de uma hora para outra, ela desaparece inesperadamente de sua vida, deixando para trás apenas uma carta de despedida e um cachorro. A pequena criatura é incomum e sequer tem um nome definitivo, ele é simplesmente chamado de Doggo. Agora, Dan tem a missão de devolver Doggo, e, ao mesmo tempo, encontrar um novo emprego. A primeira missão parece ser fácil, a segunda, nem tanto. Com o passar dos dias, Dan começa a desfrutar da companhia de Doggo e não tem coragem de abandoná-lo. De forma singela, mas significativa, a presença do pequeno cão ajuda àqueles que estão ao seu redor. Doggo acaba tornando-se muito mais que um amigo de quatro patas, transforma-se em uma verdadeira fonte de inspiração para o trabalho e para a vida de Dan.

Esperando Doggo não é só um livro sobre um cachorro. É um livro sobre o poder de uma verdadeira e sincera amizade.

Título: Esperando por Doggo 
Título original: Waiting for Doggo 
Autor: Mark B. Mills
Ano: 2015
Páginas
: 224

Editora: Novo Conceito

Livro cedido através da parceria com a editora

4 ESTRELAS
BOM!

Skoob | Goodreads | Submarino

Resenha:

Dan acreditava que seu relacionamento com Clara era feliz, mas, de uma hora para outra, ela desaparece deixando apenas uma carta explicando o motivo do seu desaparecimento e um cachorro, onde Dan teria que devolvê-lo já que Clara o adotou numa tentativa de ajudar seu relacionamento. Além disso, Dan também precisa encontrar um novo emprego.

Com o passar dos dias, o cãozinho acaba encantando o Dan que não tem coragem de abandoná-lo, assim começa a desfrutar da companhia de Doggo.

Sim! Mais um livro que aborda algo relacionado a “cachorro”, mas esse é um pouco diferente, pois acompanhamos o desenrolar de uma grande e verdadeira amizade, nada superficial.

esperando-por-doggo-minha-vida-literaria

De uma forma simples o livro te surpreende tornando a leitura bem fluida. Mas, percebi que algumas passagens não são tão bem desenvolvidas e alguns diálogos são rígidos demais. Porém, a premissa e a história amenizam quaisquer defeitos.

Parece que a Novo Conceito gosta de me fazer chorar… A maioria dos livros que foi publicado esse ano pela editora me deixou com o coração na mão e muitas vezes caíram alguns cílios dentro dos meus olhos. rsrs

Recomendo o livro a todos que buscam uma leitura leve e ao mesmo tempo reflexiva, àqueles que assim como eu, amam animas e histórias sobre amor e amizade. 

Editora Novo Conceito, Lançamentos, Parceiro

Lançamentos: Editora Novo Conceito – Novembro/2015

faking-it

Olá meus nerds! Como estão?

Hoje eu trouxe pra vocês os livros que a Novo Conceito lançou ou vai lançar esse mês de novembro. São histórias que inspiram, que nos fazem viajar e que nos emocionam.

Espero que gostem, assim como eu! 😀

o-bangalo_1

Autor(a): Sarah Jio
Gênero: Drama
Nro Páginas: 320
ISBN: 9788581638034
Sinopse:

Verão de 1942. Anne tem tudo o que uma garota de sua idade almeja: família e noivo bem-sucedidos.

No entanto, ela não se sente feliz com o rumo que sua vida está tomando. Recém-formada em enfermagem e vivendo em um mundo devastado pelos horrores da Segunda Guerra Mundial, Anne, juntamente com sua melhor amiga, decide se alistar para servir seu país como enfermeira em Bora Bora.

Lá ela se depara com outra realidade, uma vida simples e responsabilidades que não estava acostumada. Mas, também, conhece o verdadeiro amor nos braços de Westry, um soldado sensível e carinhoso.

O esconderijo de amor de Anne e Westry é um bangalô abandonado, e eles vivem os melhores momentos de suas vidas… Até testemunharem um assassinato brutal nos arredores do bangalô que mudará o rumo desta história.

A ilha, de alguma forma, transforma a vida das pessoas, e este livro certamente transformará você.

esperando-por-doggo_1

Autor(a): Mark B. Mills
Gênero: Drama
Nro Páginas: 224
ISBN: 9788581638096
Sinopse:

Dan achava que tinha uma vida feliz com Clara, mas, de uma hora para outra, ela desaparece inesperadamente de sua vida, deixando para trás apenas uma carta de despedida e um cachorro. A pequena criatura é incomum e sequer tem um nome definitivo, ele é simplesmente chamado de Doggo.

Agora, Dan tem a missão de devolver Doggo, e, ao mesmo tempo, encontrar um novo emprego. A primeira missão parece ser fácil, a segunda, nem tanto.

Com o passar dos dias, Dan começa a desfrutar da companhia de Doggo e não tem coragem de abandoná-lo.

De forma singela, mas significativa, a presença do pequeno cão ajuda àqueles que estão ao seu redor. Doggo acaba tornando-se muito mais que um amigo de quatro patas, transforma-se em uma verdadeira fonte de inspiração para o trabalho e para a vida de Dan.

Esperando Doggo não é só um livro sobre um cachorro. É um livro sobre o poder de uma verdadeira e sincera amizade.

all-our-yesterdays_1

Autor(a): Cristin Terrill
Gênero: Distopia
Nro Páginas: 352
ISBN: 9788581637983
Sinopse:

O que um governo poderia fazer se pudesse viajar no tempo?
Quem ele poderia destruir antes mesmo que houvesse alguém que se rebelasse?
Quais alianças poderiam ser quebradas antes mesmo de acontecerem?

Em um futuro não tão distante, a vida como a conhecemos se foi, juntamente com nossa liberdade. Bombas estão sendo lançadas por agências administradas pelo governo para que a nação perceba quão fraca é. As pessoas não podem viajar, não podem nem mesmo atravessar a rua sem serem questionadas.

O que causou isso? Algo que nunca deveria ter sido tratado com irresponsabilidade: o tempo.

O tempo não é linear, nem algo que continua a funcionar. Ele tem leis, e se você quebrá-las, ele apagará você; o tempo em que estava continuará a seguir em frente, como se você nunca tivesse existido e tudo vai acontecer de novo, a menos que você interfira e tente mudá-lo…

a-desconhecida_3

Autor(a): Peter Swanson
Gênero: SUSPENSE
Nro Páginas: 288
ISBN: 9788581638065
Sinopse:

Uma história sombria, em uma atmosfera romântica e um quê de Hitchcock, sobre um homem que fora arrastado para uma trama irresistível de paixão e assassinato quando um antigo amor reaparece.de mentiras.

Em uma noite de sexta-feira, a rotina confortável e previsível de George Foss é quebrada quando, em um bar, uma bela mulher senta-se ao seu lado. A mesma mulher que desaparecera sem deixar vestígios vinte anos atrás. Agora, depois de tanto tempo, ela diz precisar de ajuda e George parece ser o único capaz de salvá-la. Será que ele a conhece o suficiente para poder ajudá-la?

4 Estrelas, Editora Novo Conceito, Parceiro, Resenhas

Resenha: Soldier – Leal Até o Fim – Sam Angus

soldier_capa_1.jpg.1000x1353_q85_crop

Sinopse:

Quando Tom Ryder é convocado para lutar na Primeira Guerra Mundial, não imagina o quanto o seu irmão mais novo, Stanley, sentirá sua falta. A única alegria do garoto são os filhotes de Rocket, a cadela premiada que é o orgulho da família. Porém, ao descobrir que Rocket teve filhotes mestiços, o pai de Stanley fica furioso e ameaça afogar os cãezinhos.
Inconformado e desejando reencontrar Tom, Stanley foge de casa. Mentindo a idade, consegue se alistar no exército britânico. Somente o amor incondicional pelos animais será capaz de fazê-lo sobreviver à brutalidade e à frieza dos campos de batalha. Uma prova de que a inocência e a sensibilidade podem ser mais poderosas do que a guerra.

Título: Soldier – Leal Até o Fim 
Título original: Soldier Dog – Loyal To The End
Autor: Sam Angus
Ano: 2015
Páginas
: 256

Editora: Novo Conceito

Livro cedido através da parceria com a editora

4 ESTRELAS
BOM!

Skoob | Goodreads | Submarino

Resenha:

Ambientada na época da Primeira Guerra Mundial, retrata uma história que é pouco ou não discutida: Cães que serviram bravamente à seus países nas linhas da frente dos campos de batalhas como mensageiros, servindo de correios de uma lado para outro, por serem ágeis.

Bom, já vou logo dizer que quando se trata de livros e filmes que envolvem cachorros, algo toca meu coração e fico meio desconfiado, pois sei que vou chorar.

No livro vamos acompanhar o Stanley, um garoto de 14 anos, que vive com seu pai, Da, com a Rocket, cadela premiada de raça pura da família e seu irmão mais velho Tom, que se alistou para servir na Guerra. Sua mãe faleceu precocemente, desde então seu pai tornou-se um homem frio, triste, frustrado, afastando seus filhos de si.

Com isso, Stanley acabou ficando basicamente sozinho no mundo, tendo como maior alegria e companheira a cadela Rocket. Certo dia, durante o cio, a cadela foge, e quando retorna está prenha de um cão vira-lata, o que deixa Da com muita raiva, pois diz que não ficará com nenhum dos filhotes e que não pagará impostos sobre cães vira-latas. Assim, quem passa a cuidar de Rocket até que ela ganhe os filhotes é Stanley. Depois de muita dificuldade, a cadela ganha 3 fêmeas e 1 macho, sendo que este, tendo dificuldades para sobreviver, ganhou o nome de Soldier (soldado), pela vitória e em homenagem a Tom. Porém, com a recusa do pai em ficar com os filhotes, Stanley aceita entregá-los aos ciganos, mas tenta esconder Soldier, pois não quer se separar dele.

– Você se saiu bem, Ryder. Muito bem. Bones assumiu sua coragem, seu senso de honra como sendo dele próprio. Ele sempre será verdadeiro, leal e corajoso; até a última batida do seu coração ele dará – e disso não tenho dúvida – a própria vida por você. – O coronel ponderou, examinando Stanley.

– Seja o que for que esteja esperando por vocês dois, lembre-se de que para Bones você é toda a vida dele.

Pág. 92

Com uma história de ficção, mas baseada em fatos reais, a autora nos trás realidades da Guerra que às vezes fica difícil de imaginar, mas que, através desta escrita, visualizamos sem dificuldades. Porém, mais que um livro sobre a Primeira Guerra Mundial e seus cães mensageiros, este é um livro cheio de amor, lealdade, honestidade, bravura e sentido de família. Retrata o amor e honestidade entre a família e o amor e lealdade entre cães e seus donos. Retrata também o amadurecimento diante determinadas situações, como o perdão.

Esse livro é mais que indicado. É o tipo de leitura que deve ser apreciada mais de uma vez.

5 Estrelas, Editora Novo Conceito, Resenhas

Resenha: 172 Horas na Lua – Johan Harstad

172-horas_frente4_1.jpg.1000x1353_q85_crop

Sinopse: 

O ano é 2018. Quase cinco décadas desde que o homem pisou na Lua pela primeira vez.Três adolescentes comuns vencem um sorteio mundial promovido pela NASA. Eles vão passar uma semana na base lunar DARLAH 2 – um lugar que, até então, só era conhecido pelos altos funcionários do governo americano.
Mia, Midore e Antoine se consideram os jovens mais sortudos do mundo. Mal sabem eles que a NASA tinha motivos para não ter enviando mais ninguém à Lua.
Eventos inexplicáveis e experiências fora do comum começam a acontecer…
Prepara-se para a contagem regressiva.

Título: 172 Horas na Lua 
Título original: Darlah – 172 Timer På Månen
Autor: Johan Harstad
Ano: 2015
Páginas
: 288

Editora: Novo Conceito

Livro cedido através da parceria com a editora

MUITO BOM!
MUITO BOM!

Skoob | Goodreads | Submarino

Resenha:

O livro me ganhou da sinopse a capa, mas eu não sabia que ia gostar tanto!

Imagine se você ganhasse um sorteio da NASA para a próxima viajem à Lua. Pois bem, em 172 Horas na Lua, acompanhamos três jovens que ganharam esse sorteio no ano de 2018. Mas, nem tudo são flores, o que esse jovens não sabiam, é que nas viagens anteriores coisas misteriosas aconteceram, logo mantidas em segredo.

O livro possui muito suspense e te deixa tenso por não saber o que realmente está acontecendo. O autor não perdeu tempo com enrolação, por isso o livro é curto com apenas 288 páginas, algumas ilustradas que facilitam e afloram nossa imaginação. 

“Não conseguia se livrar do pensamento incômodo de que a visão da noite anterior fora um sinal. Um sinal de que ele deveria ficar longe dos céus. Um sinal de que lá em cima era perigoso.”

Nossos protagonistas são apresentados logo no começo, cada um com suas histórias e medos. Mia tem uma banda e a última coisa que queria era ir para a Lua, mas sua mãe a inscreve sem seu consentimento, que aos poucos vê do momento uma oportunidade, divulgar sua banda para o mundo. Midori quer sair do Japão e do conservadorismo do país. Já Antoine se inscreve para ficar longe da sua ex-namorada que partiu seu coração. Contudo percebemos uma única coisa em comum entre os personagens: nenhum se inscreveu com a verdadeira intenção de visitar a Lua, mas como uma oportunidade seja para crescimento pessoal ou para fugir das suas frustrações. 

O livro é muito bom! Sem palavras para o final. O autor conseguiu desenvolver cada parte da história que é dividade em três partes: antes, durante e após a viagem, sendo misterioso e assustador. Por ser curto, isso complica um pouco de falar o porquê que gostei tanto do livro, já que não quero dar spoilers. 

“No espaço, ninguém pode ouvir você gritar.”

Vou deixar claro uma coisa, não vão achando que o livro é ficção-científica, porque é apenas um livro de suspense que se passa no espaço. Okay? Okay.

4 Estrelas, Editora Novo Conceito, Resenhas

Resenha: Dez Coisas que Aprendi Sobre o Amor – Sarah Butler

Dez-Coisas-Que-Aprendi-Sobre-O-Amor-Sarah-Butler-Novo-Conceito-MLNET

Sinopse: 

Por quase 30 anos, quando a brisa de Londres torna-se mais quente, Daniel caminha pelas margens do Tâmisa e senta-se em um banco. Entre as mãos, tem uma folha de papel e um envelope em que escreve apenas um nome, sempre o mesmo. Ele lista também algumas coisas: os desejos e o que gostaria de falar para sua filha, que ele nunca conheceu. Alice tem 30 anos e sente-se mais feliz longe de casa, sob um céu estrelado, rodeada pela imensidão do horizonte, em vez de segura entre quatro paredes. Londres está cheia de memórias de sua mãe que se fora muito cedo, deixando-a com uma família que ela não parece fazer parte. Agora, Alice está de volta porque seu pai está morrendo. Ela só pode dar-lhe um último adeus. Alice e Daniel parecem não ter nada em comum, exceto o amor pelas estrelas, cores e mirtilos. Mas, acima de tudo, o hábito de fazer listas de dez coisas que os tornam tristes ou felizes. O amor está em todas as partes desta história. Suas consequências também. Sejam boas ou más. Até que ponto uma mentira pode ser melhor do que a verdade?

Título: Dez Coisas que Aprendi Sobre o Amor 
Título original: Ten Things I’ve Learnt About Love
Autor: Sarah Butler
Ano: 2015
Páginas
: 256

Editora: Novo Conceito

Livro cedido através da parceria com a editora

BOM!
BOM!

Skoob | Goodreads | Submarino

Resenha:

A história é narrada sob o ponto de vista de Alice e Daniel, onde conhecemos suas frustrações, seus anseios. Nossa personagem (Alice) tem 30 anos e tem dificuldades em se abrir com as irmãs, principalmente com o pai. Carrega a culpa por algo que não cometeu, e acha que o pai e as irmãs não a amam.

Daniel me comoveu com sua história de vida, por ser um sem teto, mendigo, vagando por Londres e assim como Alice, escreve a maioria das suas dez coisas, porém pensando na filha que nunca conheceu.

“Você não pode sentir saudade de alguém que nunca conheceu. Mas sinto saudade de você.” – Daniel

Dez Coisas que Aprendi Sobre o Amor, fala principalmente sobre o amor. Amor fraternal, familiar.

Os capítulos são intercalados pela segurança da autora que conseguiu conectar seus personagens a ponto de você os compreender. Mas, devo deixar claro, que assim como qualquer outro livro, Dez Coisas que Aprendi Sobre o Amor possui seus pontos positivos e negativos, como os exageros dos detalhes, tornando o livro meio maçante. Os momentos mais interessantes eram os de Daniel contando sua história de vida.

Sarah Butler tem uma escrita delicada, um pouco poética. Os personagens são bem construídos e a trama, muito bem desenvolvida.

Veja minha lista sobre “Dez coisas que sei sobre o amor”

4 Estrelas, Editora Novo Conceito, Resenhas

Resenha: Para Continuar – Felipe Colbert

para continuar

Sinopse: 

Envolver-se com a jovem Ayako é a oportunidade perfeita para Leonardo César esquecer a sua vida tediosa e perigosamente limitada, tudo por culpa de um coração defeituoso.

Enquanto isso, com a ajuda de seu avô, Ayako tem a difícil missão de manter inacessível um porão de dimensões que vão além da loja de luminárias que ela gerencia, repleto de milhares de lanternas orientais, cujo mistério envolve os habitantes do bairro da Liberdade.

A partir dos crescentes encontros entre Leonardo e Ayako, uma nova lanterna surgirá para os dois. Eles terão que protegê-la com afinco, ou tudo que construíram juntos poderá desaparecer a qualquer momento.

O que ninguém conseguiria prever é que Ho, um jovem chinês também apaixonado por Ayako, colocaria em risco o futuro desse objeto. E com ele, o sentimento mais importante que dois seres humanos já experimentaram.

Título: Para Continuar 
Título original: –
Autor: Felipe Colbert
Ano: 2015
Páginas
: 224
Editora: Novo Conceito

Livro cedido através da parceria com a editora

BOM!
BOM!

Skoob | Goodreads | Submarino

Resenha:

O romance se incia com a apresentação do nosso casal, embora seja exposto pelo ponto de vista de Leonardo ou Léo. Jovem de 20 anos, tímido e aparentemente roqueiro. Léo foi diagnosticado com uma doença que possui o nome desconjuntado, cardiopatia dilatada idiopática, uma insuficiência no músculo cardíaco para bombear sangue de forma natural.

Léo, encontra uma garota oriental no metrô em São Paulo e se sente atraído por sua beleza, mas por ser tímido hesita em chamar sua atenção e acaba por não saber seu nome.

Logo após, somos apresentados à Ayako, jovem oriental que perdeu os pais e mora com o avô. A partir daí, percebemos a magia que o livro possui, pois Ayako é uma “guardiã dos destinos”. Isso mesmo. Ela protege os destinos das pessoas, assim como seus pais. Acredita que o destino está definido e ninguém tem o direito de apagá-lo ou transfigurá-lo.

A história é envolvente e te prende a cada capítulo que se desenvolve, fluentemente. Felipe Colbert, por sua vez, possui outro livro publicado intitulado, Belleville, no entanto esse é o primeiro livro do autor que leio e posso afirmar que os autores brasileiros estão superando as expectativas. 

O livro é um romance leve com fantasia e mistério. Um misto para os apaixonados do gênero. Indico a leitura para finais de tarde, acompanhados por um chá e música lenta. 

⇒ Veja: Belleville