Adaptações, Editora Intrínseca, John Green

Saiuuu! Todo mundo tem seu milagre!

Oi, como estão?

Primeiro trailer da adaptação do livro “Cidade de papel, autor de A Culpa é das Estrelas.”

O filme de aventura e romance é a mais recente adaptação para os cinemas.

O filme é estrelado por Nat Wolff, que viveu Isaac em A Culpa é das Estrelas, e pela modelo e atriz britânica Cara Delevingne. Wolff interpreta Quentin, um adolescente que desde a infância é apaixonado por sua vizinha e colega de escola Margo (“a criatura mais indiscutivelmente linda que Deus já havia criado”, nas palavras do personagem). Depois de passar desapercebido aos olhos de sua musa durante o ensino médio, Quentin recebe uma visita noturna da garota, que o convida a ajudá-la numa divertida missão de vingança que dura toda uma noite. Depois disso, Margot some do mapa, mas deixa algumas pistas de seu paradeiro para trás, o que motiva uma Quentin e seus amigos a embarcar numa jornada para encontrá-la.

“Cidades de Papel é diferente de A Culpa é das Estrelas de todas as maneiras possíveis. Hollywood está muito acostumada com franquias, mas esta não é uma série, é uma história não relacionada que tem beleza, diversão e um grande coração”, disse o autor John Green em entrevista ao site USA Today.

Com direção de Jake Schreier, Cidades de Papel estreia nos cinemas brasileiros no dia 16 de julho de 2015.

assinatura wemerson

5 Estrelas, Editora Intrínseca, John Green, Resenhas

Resenha: Quem é Você, Alasca? – John Green

Oi, Como vocês estão? Primeira cerveja. Primeiro trote. Primeiro amigo. Primeiro amor. Últimas palavras. Miles Halter estava em busca de um Grande Talvez. Alasca Young queria saber como sair do labirinto. Suas vidas se colidiram na Escola Culver Creek, e nada nunca mais foi o mesmo.

untitled

Apesar de ser o primeiro livro que li do John Green, devido comentários de outros resenhistas, pude perceber o quanto majestosos são os livros desse autor. Sua característica principal é escrever para jovens adultos, explanando a vida, os desejos e os dramas da adolescência, tudo com muito primor. Mesmo com todos me pedindo para ler A Culpa é das Estrelas, não cedi aos encantos dessa história e preferi começar por um dos livros do qual mesmo com críticas do tipo que não acharam esse livro ‘lá essas coisas’ e não entenderam ‘todo o alarde dele’. Com isso em mente, tentei esvaziar todas as expectativas em relação a ele. Peguei para ler como um curioso. Essa atitude de limpar a mente é um ótimo exercício. Principalmente porque você não é influenciado pelas experiências das outras pessoas, criando a sua própria expectativa em relação ao que lê.

Continue lendo “Resenha: Quem é Você, Alasca? – John Green”