Editora Galera Record, Resenhas

Resenha: Sr. Daniels – Brittainy C. Cherry

A1hbnkaXw3L

Sinopse:

Um amor proibido no melhor estilo de Romeu e Julieta. Depois de perder a irmã gêmea para a leucemia, Ashlyn Jennings é enviada pela mãe descompensada para a casa do pai, com quem mal conviveu até então. Devastada, Ashlyn viaja de trem para Edgewood carregando poucos pertences, muitas lembranças e uma caixa misteriosa deixada pela irmã. Na estação, Ashlyn conhece o músico Daniel, um rapaz lindo e gentil. A atração é imediata, e, depois de um encontro romântico, os dois descobrem que compartilham não só o amor pela música e por William Shakespeare, mas também a dor provocada por perdas irreparáveis. O único problema é que, quando Ashlyn começa o ano letivo na escola onde o pai é diretor, descobre que Daniel é o Sr. Daniels, seu professor de inglês, com quem não pode de jeito algum ter um relacionamento amoroso. Desorientados, os dois precisam manter seu amor em segredo, e são forçados a se ver como dois desconhecidos na escola. E, como se isso já não fosse difícil o bastante, ainda precisam tentar de todas as formas superar problemas do passado e sobreviver a alguns conflitos inesperados e dramáticos que a vida apresenta – e que poderiam separá-los para sempre. Para fãs de Colleen Hoover, de Jamie McGuire, e leitores do gênero New Adult.

Título: Sr. Daniels
Título original: Loving Mr. Daniels
Autora: Brittainy C. Cherry
Ano: 2015
Páginas: 322
Editora: Galera Record

4 SABRES

Resenha:

Se alguma vez você pudesse descrever duas pessoas como almas gêmeas, seria Ashlyn e Daniel, você sabe disso desde o primeiro momento em que eles colocaram os olhos um no outro no trem e eles também sabem disso. Esses dois são tão calorosos, corajosos e maravilhosamente esquisitos que você não pode deixar de torcer por eles e rezar para que as tragédias que eles tão carinhosamente citam não se tornem realidade. E é muito fácil imaginar o relacionamento deles ficando horrivelmente errado, com Daniel sendo o professor de Ashlyn, seu pai ser diretor da escola e seu amor tornando-se proibido.

Eles também são deliciosamente peculiares. Minha esquisitice favorita é o duplo duplo de Daniel, que ele na verdade pegou emprestado de sua mãe, onde você tem que ter dois de tudo de bom para o caso de o primeiro quebrar.

Eles combinam um com o outro – seu amor pela literatura e por rupturas de eventos aleatórios, mas também em sua tristeza. Eles vieram um para o outro com seus corações machucados e sangrando e não foi por eles se remendarem, era mais como se eles sangrassem até secarem e não houvesse mais dor.

0ad0294bc3cae1436e1ae8afb15b637f

Além dos dois personagens principais, há toda uma série de personagens secundários que também têm o poder de sugá-lo e fazer com que você sinta tanta coisa que acha que pode explodir, porque não consegue conter toda a emoção. Em particular, Gabby, a irmã gêmea morta de Ashylyn me fez refletir e sorrir e arrepiar por toda parte.

Personagens que você poderia ter odiado inicialmente, como os pais aparentemente descuidados de Ashlyn. Este livro realmente ilustra como os seres humanos podem ser complexos e como você não pode levar uma pessoa a sério.

No entanto, apesar de todas as muitas coisas que eu amei sobre este livro, eu ainda não consegui classificá-lo com mais de quatro sabres de luz. Foi tão bem escrito e todos os personagens são muito eloquentes, mas começou a parecer que todos estavam falando a mesma coisa. Era como se eu estivesse lendo a voz definitiva do autor através de cada um dos personagens, em vez de ouvir suas próprias vozes individuais. Muitas das passagens e o que Ashlyn e Daniel disseram um ao outro foram incríveis, mas chegou a um ponto em que ela se tornou “pretensiosamente lírica”.

Mas esse fim realmente vale a pena a espera. Por isso, a leitura de Sr. Daniels, está mais do que indicada!

Até a próxima! Deixem seus comentários logo abaixo.

4 Estrelas, Editora Galera Record, Resenhas

Resenha: Treze por FML Pepper

treze-fml-pepper
Capa do livro

Sinopse: 

“TREZE, o romance repleto de ação e de reviravoltas onde por detrás dos mistérios de um número encontra-se o verdadeiro amor”.
Às vésperas de cometer o maior golpe de sua vida, a cética Rebeca vai a um parque de diversões decadente e se depara com uma enigmática cartomante que, contra a sua vontade, faz uma série de previsões bizarras sobre seu futuro. Para seu desespero, todas as nefastas previsões viriam a se concretizar e a arremessariam em um furacão de perdas e de derrotas. Quando sua vida chega ao fundo do poço, circunstâncias inesperadas lhe dão a chance de um recomeço e, querendo ou não, agora Rebeca não pode desprezar a última e mais perturbadora previsão da vidente: o número TREZE, ou melhor, o décimo terceiro namorado seria o homem que traria sua salvação. Longe dele, sua existência seria apenas caos e ruína. O que Rebeca jamais poderia imaginar, no entanto, é a que a cartomante camuflaria o predestinado atrás de charadas. Dois rapazes surgem em seu caminho e se encaixam perfeitamente nas pistas, mas apenas um deles será o grande amor da sua vida. É chegada a hora de decifrar o enigma do coração ou arriscar perder tudo para sempre.

 

Título: Treze 
Título original: –
Autora: FML Pepper
Ano: 2017
Páginas: 
406

Editora: Galera Record

Livro cedido através da parceria com a editora

4 SABRES

Resenha:

Lançamento de setembro da Galera Record e um dos sucessos de vendas da Bienal do Rio de Janeiro de 2017, Treze da FML Pepper te faz viajar pelo mundo do crime, do amor e da cumplicidade. Foi o primeiro livro que li da autora e confesso que estou apaixonado pelo livro.

A história se passa, primeiramente, em Niterói e logo após, em Minas Gerais, e narra a trama de Rebeca e Karl Anderson.

Beca é hacker, cética e ladra. Ela tem e usa suas habilidades com números e tecnologia para aplicar golpes e roubar fortunas com sua mãe, o que a faz não acreditar em algumas pessoas. Beca e sua mãe possuem uma dívida e precisam quitá-la de uma vez, e para isso ela rouba dinheiro de um ricaço, pensando em se livrar do tal agiota e assim poder recomeçar a vida. Mas nada parece sair como o planejado e Beca só tem uma escolha, o que não lhe agrada nenhum pouco. Porém, este futuro já havia sido previsto por uma cartomante de um parque de diversões, Madame Nadeje. Rebeca sabe o que o destino lhe reserva, caso permaneça nesse mundo do crime. E Karl faz parte dele.

igfml
Instagram: @nerdbooks_

Karl Anderson é um lutador de MMA e bem no auge da sua carreira vê sua vida desmoronar. Impedido de voltar a lutar no tatame, decide recomeçar. Ele precisa ter uma vida mais calma e sem agitações e é em terras pacatas de Minas Gerais que ele vai viver, junto a sua família e longe de problemas. Mas a previsão da Madame Nadeje parece a cada momento e a cada acontecimento, seguir um roteiro traçado por ela e o destino o leva para a Rebeca.

Assim, numa mistura de confusão e descrença, Beca e Karl descobrem a força do amor e da cumplicidade, além do poder que esses sentimentos podem exercer sobre uma pessoa.

A autora escreve muito bem, a capa do livro é maravilhosa e enigmática. Treze é o livro para quem gosta de se surpreender e se emocionar.

Leia agora o 1° capítulo

Adquira o seu exemplar

5 Estrelas, Resenhas

Resenha: Warcraft, Christie Golden

capa-resenha-christie-golden_nerdbooksblog

Sinopse:

Há muito Azeroth está em paz. Após expulsar os trolls, com a ajuda de Medivh, Guardião do reino, humanos vivem em paz com os vizinhos elfos e anões. Mas um novo mal desponta no horizonte, e a guerra ameaça engolfar mais uma vez os domínios do justo rei Llane.

Uma raça temerária de invasores, os guerreiros orcs, insuflados pelo feiticeiro Guldan e liderados pelo monstruoso Mão Negra, fogem de seu mundo agonizante em busca de caça e oportunidades. Com a ajuda da vileza, a mais cruel das magias, Guldan criou um portal capaz de transportar sua Horda até Azeroth.

A maré verde, de orcs dominados por esse mal, toma de assalto as terras humanas. Morte e destruição ameaçam destruir a tudo e a todos. Então, de lados opostos, dois heróis surgem, em uma rota de colisão que decidirá o destino de sua família, seu povo e seu lar.

Durotan, o líder honrado do clã Lobo do Gelo, quer apenas uma chance para seu filho recém-nascido. Lothar, o Leão de Azeroth, busca redenção. E assim começa uma espetacular saga sobre poder e sacrifício, na qual a guerra tem muitas facetas e todos lutam por algo.

Título: Warcraft  
Título original: Warcraft
Autor: Christie Golden
Ano: 2016
Páginas:
266

Editora: Galera Record

Livro cedido através da parceria com a editora

5 SABRES

Skoob | Goodreads | Adquira 

Resenha:

No início da minha análise, devo ser honesto: eu nunca joguei World of Warcraft e até agora não vi a versão do filme do Warcraft. Minha primeira e única introdução neste mundo mágico e complexo tem sido este livro, Warcraft por Christie Golden. Como um admirador da fantasia e de J.R.R. Tolkien e claro, a J. K. Rowling, tenho vergonha de dizer que perdi uma saga maravilhosa.

À medida que o livro se desenrola, o que aconteceu com o mundo de Azeroth já aconteceu. É um evento fixo, que não pode ser desfeito. E é assim, com uma sensação de medo iminente, e ainda excitação tranquila, que o leitor vê o passado se tornar o presente.

Orcs, fugindo de um mundo moribundo que não pode mais apoiar a sua Horda, encontrar um portal e por meio da magia negra um novo mundo para conquistar e colonizar. Elfos, anões, gnomos e homens, descobrem que sua paz e tranquilidade duramente conquistadas está sendo ameaçada por um inimigo que ninguém jamais viu ou ouviu falar antes.

O que se desenrola é um choque de culturas, de guerreiros, de mágicas e de famílias que lutam pela sobrevivência. Os orcs só conhecem guerra… guerra uns contra os outros, contra bestas e contra a magia negra conhecida apenas como o Fel. Os seres humanos e as raças que estão com eles conhecem uma paz que foi forjada ao longo de séculos após um conflito, e é protegida por um Guardião único, um detentor e praticante de incontável poder mágico.

A princípio, parece que os orcs, enormes, brutais e incomparáveis, sugarão as forças insignificantes da humanidade em uma única e vasta maré. Mas antes que a força total da Horda possa ser desencadeada em cima de Azeroth, um portal deve ser construído e um grande sacrifício humano ao Fel deve ser executado em um ritual escuro. É nesta estreita janela de tempo que a Garona meio-orc escapa de seu cativeiro e ganha a confiança dos seres humanos, em particular o jovem comandante Lothar. Juntamente com o chefe orc Durotan, eles elaboram um plano pelo qual o mal Fel pode ser derrotado, juntamente com os orcs que a adoram, dando a Horda e humanidade uma chance de paz antes do derramamento de sangue seja causado sobre os inocentes que residem em Azeroth.

A guerra final se desenrola e os segredos são revelados, mas eu deixo para os leitores descobrirem por si só, como eu fiz, talvez pela primeira vez. Descobri que Warcraft foi excepcionalmente bem escrito e explicou o mundo de Warcraft suficientemente para um noob completo para entender e apreciar o conflito que pendurou na balança. Fui sugado pela história desde a primeira página até o final, e aproveitei cada momento, o bom, o horrível e o espantoso. No final, eu fiquei querendo mais.

Como resultado da leitura deste excelente livro, vou tentar, farei o possível para assistir a versão cinematográfica do Warcraft.

Curta! Siga! Comente! Compartilhe!

5 Estrelas, Editora Galera Record, Resenhas

Resenha: Dama da Meia-Noite – Os Artifícios Das Trevas – #1, Cassandra Clare

capa-resenha-cassandraclare_nerdbooksblog

Sinopse: 

Em um mundo secreto onde guerreiros meio-anjo juraram lutar contra demônios, parabatai é uma palavra sagrada.

O parabatai é o seu parceiro na batalha. O parabatai é seu melhor amigo. Parabatai pode ser tudo para o outro mas eles nunca podem se apaixonar.

Emma Carstairs é uma Caçadora de Sombras, uma em uma longa linhagem de Caçadores de Sombras encarregados de protegerem o mundo de demônios. Com seu parabatai Julian Blackthorn, ela patrulha as ruas de uma Los Angeles escondida onde os vampiros fazem festa na Sunset Strip, e fadas estão à beira de uma guerra aberta com os Caçadores de Sombras. Quando corpos de seres humanos e fadas começam a aparecer mortos da mesma forma que os pais de Emma foram assassinados anos atrás, uma aliança é formada. Esta é a chance de Emma de vingança e a possibilidade de Julian ter de volta seu meio-irmão fada, Mark, que foi sequestrado há cinco anos. Tudo que Emma, Mark e Julian tem a fazer é resolver os assassinatos dentro de duas semanas antes que o assassino coloque eles na mira.

Suas buscas levam Emma de cavernas no mar cheias de magia para uma loteria sombria onde a morte é dispensada. Enquanto ela vai descobrindo seu passado, ela começa a confrontar os segredos do presente: O que Julian vem escondendo dela todos esses anos? Por que a Lei Shadowhunter proíbe parabatais de se apaixonarem? Quem realmente matou seus pais e ela pode suportar saber a verdade?

A magia e aventura das Crônicas dos Caçadores de Sombras tem capturado a imaginação de milhões de leitores em todo o mundo. Apaixone-se com Emma e seus amigos neste emocionante e de cortar o coração no volume que pretende deliciar tantos novos leitores como os fãs de longa data.

Título: Dama da Meia-Noite  
Título original: Lady Midnight
Autor: Cassandra Clare
Ano: 2016
Páginas:
574

Editora: Galera Record

Livro cedido através da parceria com a editora

5 SABRES

Skoob | Goodreads | Adquira 

 

Resenha:

Levei muito tempo para começar este romance, em parte porque eu tinha outras prioridades e porque o tamanho do romance me assustou. 574 páginas! Eu li somente alguns outros livros perto desse tamanho ou mais… Stephen King hahahaha. Uma vez que comecei a ler, entretanto, eu estava chutando-me por esperar tanto tempo. Cassandra Clare continua a me surpreender toda vez que ela lança um romance, Dama da Meia-Noite sendo seu 9º romance.

A história realmente chamou minha atenção e me atraiu. A família Blackthorn é convidada a investigar os misteriosos assassinatos que estão acontecendo em Los Angeles. Algumas das vítimas são Fae, o que significa que após a Guerra das Trevas, é ilegal que os caçadores de sombras trabalhem com Faeries. A única coisa que os convence a aceitar o trabalho é a promessa de Mark Blackthorn, o rapaz mais velho, sendo devolvido a eles. As fadas deixam Mark com eles como um incentivo para que eles resolvam a investigação. Eles recebem três semanas. Se eles tiverem resolvido o assassinato no final de três semanas, Mark será capaz de escolher se quer ou não quer voltar para a Caçada Selvagem ou ficar com sua família.

A história de amor entre Emma e Julian estava me matando.

Eu me encontro amando cada personagem que ela escreve. Enquanto eu sentia falta de nossos heróis da TMI (Os Instrumentos Mortais), eu estava feliz por ter um romance focado em Julian e Emma. Eu me apaixonei por eles desde o momento em que eles apareceram pela primeira vez na CoHF (Cidade do Fogo Celestial).

Julian constantemente quebrou meu coração durante todo o romance. Ele é um garoto tão doce que teve que crescer muito rápido após o assassinato de seus pais, o exílio de sua irmã mais velha, e sequestro pela Caçada Selvagem de seu irmão mais velho. Agora, em cima de tudo isso, sua luta com o sentimento proibido para sua parabati. Emma, ,no entanto, me surpreendeu. Ela é forte e apaixonada e teimosa. Ela sabe que ela não é completamente parte da família Blackthorn, mas ela pertence a eles, com Julian. Quando ela começa a sentir algo por sua parabati, ela está certa de que Julian não pode sentir a mesma coisa.

Adorei aprender sobre todas as crianças que Julian está cuidando. Cada um deles traz algo para a história. Adorei especialmente ler sobre o personagem de Mark Blackthorn. Ele não sabe mais quem ele é. Ele não sabe se ele pertence à Caçada Selvagem ou se ele é um caçador de sombras, parte da família Blackthorn. Ele é torturado e perdido. Ele está fazendo seu melhor para descobrir onde ele está.

O final da história praticamente me matou. Entre a pessoa que trai todos, a escolha que Emma faz e as lutas de Mark, eu não passei pelo fim sem muitas mágoas. Eu não posso esperar até maio de 2017 para o Senhor das Sombras (lançamento do 2º livro da trilogia). Aqui no Brasil ainda não tem data definida.

Curta! Siga! Comente!

 

 

Dicas

Próximas leituras: Setembro/2015

faking-it

Olá meus nerd’s!

Esta lista contém livros que vou ler ou pretendo ler esse mês de setembro. É uma lista bem variada, já que eu leu de tudo um pouco. Caso vocês tenham alguma indicação para que eu possa adicionar na minha lista do próximo mês, deixem nos comentários.

Setembro/2015:

ISBN: 9788581634029

Páginas: 256

Autor: Sam Angus

*****

ISBN: 9788539001408

Páginas: 400

Autor: Stephen King

*****

ISBN: 9788532526489

Páginas: 640

Autor: Deborah Harkness

*****

» CURTIU? DEIXA SEU COMENTÁRIO E NÃO ESQUEÇA DE NOS SEGUIR PARA ACOMPANHAR AS NOVIDADES SOBRE LITERATURA, SÉRIES E FILMES! «

Testes

Testes: Qual Livro da J.K. Rowling Descreve Melhor sua Personalidade?

faking-it

1 – Você gosta de livros que contem histórias reais?

A – Não! Para mim, quanto mais fantasioso melhor.

B – Gosto que misture as duas coisas: realidade e ficção.

C – Sim! Fica mais interessante se envolver na história quando sabemos que ela aconteceu mesmo.

2 – Quando você vai ao cinema, que tipo de filme procura assistir?

A – Curto ação e aventura. Se rolar um 3D, melhor ainda!

B – Gosto de dramas pesados e inteligentes, histórias que fazem a gente pensar.

C – Curto um romance, mas nada muito meloso!

3 – Quantos livros você acha que lê por ano?

A – Tenho fases: posso ler três livros seguidos em um mês, mas depois passar os outros sem ler nada.

B – Nossa, muitos! Chutaria uns 50.

C – Por ano, acredito que uns 10.

4 – Você gosta de sagas?

A – Sim! Meu maior vício.

B – Mais ou menos. Só se não forem muito extensas.

C – Não. Prefiro histórias com começo, meio e fim logo.

5 – Para você, ler é…

A – Uma maneira de me distrair e viajar nas ideias.

B – Uma das formas mais ricas de cultura!

C – Um aprendizado novo, sempre.

6 – Você gosta quando os livros que você leu viram filmes?

A – Claro! É muito gostoso ver as coisas que eu imaginava só na minha cabeça tomando formas reais.

B – Não. Sempre mudam muita coisa e acabam estragando a história.

C – Depende da história. Enredos muito complexos são mais difíceis de adaptar. Se forem histórias mais “bobinhas”, aí sim.

RESULTADO ⇒

Continue lendo “Testes: Qual Livro da J.K. Rowling Descreve Melhor sua Personalidade?”

Adaptações, Editora Galera Record, Estreias

Adaptação: Casal escolhido! (A Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista)

O Deadline Hollywood confirmou os atores que darão vida ao casal Oliver e Hadley, na adaptação de “A Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista“. 😀

Robert Sheehan, interpretou Simon em “Os Instrumentos Mortais: Cidade dos Ossos”, e Hailee Steinfeld, atriz indicada ao Oscar de melhor atriz coadjuvante e estará no clipe “Bad Blood”, de Taylor Swift, que estreia nesse domingo, durante o Billboard Music Awards.

O que vocês acharam da escolha do elenco?
Estamos super ansiosos para conferir a adaptação!

Comentem! Sigam! Curtam! Compartilhem!