Sem categoria

E o Oscar vai para… Você sabe o significado das categorias do Oscar?

image001

No próximo domingo, dia 26, acontece a premiação mais famosa do mundo do cinema – o Oscar. E enquanto todos correm para assistir a todos indicados para fazer apostas mais precisas, que tal conferir o que cada uma das categorias mais importantes significa?

Roteiro original e adaptado

É no roteiro que todo filme começa. É lá que se encontram as descrições das cenas, as falas dos atores e outros detalhes que, colocados em prática na produção, darão vida ao filme. Por roteiro original, a Academia considera os filmes que não são baseados em outras obras, como livros, peças de teatro ou histórias em quadrinhos. E por roteiro adaptado, aqueles cuja ideia já existia previamente em uma obra literária.

Diretor

Coordenar os mais variados aspectos de um filme com o objetivo de produzir uma obra coesa é a função principal de um diretor. E vamos combinar que isso não é nada fácil. Por isso, trata-se de uma das estatuetas mais disputadas, com uma lista grande de injustiças em sua história – Quentin Tarantino, Stanley Kubrick e Alfred Hitchcock, por exemplo, nunca levaram para casa o troféu.

giphy

Melhores efeitos visuais

Às vezes, uma cena não se resolve apenas na filmagem. É preciso, na fase conhecida como pós-produção, inserir efeitos especiais para realizar a ideia de quem o idealizou – o roteirista. E é claro que na maior premiação do cinema norte-americano, especialista nisso, não ia faltar uma categoria específica para esses profissionais.

Melhor edição

Depois de filmadas todas as cenas, é chegada a hora de ir para a ilha de edição onde as mesmas serão reunidas e organizadas em uma ordem que garanta ritmo, coerência e unidade à obra. Um trabalho que, mesmo feito com softwares avançados, é feito manualmente e deve ser conduzido com bastante sensibilidade.

Ator/atriz e ator/atriz coadjuvante

O critério que define quem será indicado como ator/atriz principal ou coadjuvante é o número de votos que cada nome recebe dos membros da Academia. E geralmente não tem mistério. Melhor ator/atriz vai para aqueles que desempenharam papéis de protagonistas em suas histórias. Coadjuvantes são os papéis secundários que, vamos combinar, costumam roubar a cena muitas das vezes.

Fotografia

Como uma cena será filmada para potencializar aquilo descrito no roteiro da melhor maneira? Esta é a pergunta que o Diretor de Fotografia responde a todo momento num set de filmagem. É ele quem ajuda na decisão das melhores opções para locação, iluminação, enquadramento, lentes e movimentos de câmera.

Trilha sonora & Canção original

Por trilha sonora entende-se o conjunto de músicas instrumentais criadas exclusivamente para o filme. São aquelas músicas que dão o tom das cenas, realçando as emoções do que está sendo mostrado na tela. Por outro lado, canção original é aquela música composta especificamente para o filme e que, às vezes, se torna tão famosa quanto o mesmo, como é o caso de My Heart Will Go On, de Céline Dion, no filme Titanic.

Melhor filmeimage002

Aqui não tem muito mistério. Vence a produção que os membros da Academia elegerem como a melhor do ano anterior, concorde o resto do mundo ou não. Afinal, de que vale um grande prêmio sem uma grande polêmica, não é verdade? Para um filme ser candidato, ele deve ter estreado em um cinema comercial em Los Angeles até a meia noite do dia 31 de dezembro, ficar em cartaz por sete dias consecutivos pelo menos, possuir mais de 40 minutos e ter sido exibido em 35 mm, 70 mm ou em formato digital.

Melhor filme estrangeiro

A lógica aqui é similar à da categoria Melhor Filme, porém a produção em questão precisa ser não falada em inglês e também não precisa ter estreado em um cinema comercial nos Estados Unidos. Cada país pode indicar um filme.

Resenhas, Sem categoria

Crítica – Filme: Mais Estranho Que a Ficção

image006-741616

Certo dia, um amigo e eu estávamos conversando e ele me indicou dois filmes para assistir, entre eles o filme, Mais Estranho Que a Ficção. E, deixou claro que todo leitor deveria assisti-lo. No momento em que me indicou eu não poderia assistir por que já era tarde e eu tinha que ir dormir. Mas, hoje me lembrei e resolvi procurar para ver e comprovar se realmente todos nós, leitores, devemos assistir.  

Leiam, assistam e me digam!! ❤

Mais Estranho Que a Ficção narra, literalmente, a vida do Harold Crick (Will Ferrell) que é um funcionário da Receita Federal que trabalha verificando contabilidades de pessoas que caem na malha fina. Ele (e seu relógio) tem uma rotina bem calculada e padronizada. É tudo bem comum na vida de Harold Crick até que um dia ele escuta uma voz que parece estar narrando sua vida e de repente comenta algo relacionado à sua morte que está se aproximando.

Essa voz é a de Karen Eiffel (Emma Thompson) que na verdade está escrevendo um livro sobre Harold Crick, sem saber que ele é uma pessoa de verdade. Karen é uma escritora muito bem sucedida e famosa, mas seu último livro foi lançado há mais de 10 anos. Ela está com bloqueio criativo e não sabe como matar Harold Crick, então sua editora contrata uma assistente (Queen Latifah) para ajudá-la.

Bom, até aqui tudo bem. Se você tiver problemas com S P O I L E R S, não siga…

stranger_than_fiction_opening_contact

Harold Crick está desesperado por causa da voz que disse que ele iria morrer. Ele procura uma psiquiatra que diz que ele está com sintomas de esquizofrenia. Mas Harold não concorda, porque a voz está narrando o que ele faz, e não mandando ele fazer alguma coisa. Ele então procura um doutor em Literatura (Dustin Hoffman) que decide ajudá-lo a descobrir quem é a voz em questão. Para poder ajudar, ele precisa de informações, então ele pede pro Harold fazer uma análise de sua vida e relacionamento com pessoas para descobrir se a história é uma tragédia ou uma comédia.

Harold analisa seu relacionamento com a mulher que está auditando no momento, Ana Pascal (Maggie Gyllenhaal). Ana é dona de uma confeitaria e meio que revolucionária, completamente contra a ideia de O Homem e a receita federal. Harold, naturalmente, é apaixonado nela.

É uma verdade universalmente conhecida que pessoas viciadas em livros (ou quadrinhos ou filmes ou seriados) estão fadadas a ouvir o famoso “é só uma história” ao menos uma vez na vida.

6a00e55090f458883300e55410628b8834-800wi

O filme já destrói com isso. A história de Harold Crick é real, ponto final. Temos até um símbolo muito legal do contraste de pessoas que veem ficção apenas como ficção e pessoas que veem ficção como algo que é vivo e orgânico e que respira. Quando Harold foi procurar especialistas sobre a voz que narrava sua vida, a primeira pessoa que ele procurou, a psiquiatra (uma pessoa da ciência) focou imediatamente no fator doença, como se fosse a única opção, porque é impossível que haja uma voz narrando sua vida. Agora quando ele procurou o professor de Literatura, o cara aceitou quase que imediatamente o que o Harold estava contando, porque ele tem uma mente mais aberta para esse tipo de coisa.

O que nos remete a pensar que, sem generalizar, as pessoas da ciência são “tapadas” e as pessoas da literatura são “iluminadas”. É mais uma colocação simbólica dos tipos de mentes que existem na sociedade.

stranger_than_fiction

No filme, há um momento em que Harold finalmente encontra Karen e eles se conhecem e a Karen já sabe como vai matar o Harold e fica aquela situação chata, então ela dá o manuscrito para ele ler. Enquanto isso, ela tem uma super crise de “quantas pessoas eu matei?”. A lição de moral nem é “devemos matar menos pessoas em livros”, porque morte acontece… é a vida. O ponto principal é que a morte dessas pessoas afeta uma realidade da mesma forma que uma morte nossa, aqui no “mundo real” afeta as pessoas a sua volta.

O filme aborda outros temas, além de como enfrentar a morte, como aproveitar a vida, não viver totalmente solitário, romance. Mas, para finalizar, eu vou deixar para vocês as últimas falas do filme, que aponta para a importância das pequenas coisas:

Adaptações, Editora Fundamento

Adaptação: A 5ª Onda – Rick Yancey

a_5_onda_capa_cartaznovo_af05

O filme estreia no dia 21 de Janeiro de 2016 no Brasil. Veja a sinopse:

A Terra repentinamente sofre uma série de ataques alienígenas.

Na primeira onda de ataques, um pulso eletromagnético retira a eletricidade do planeta. Na segunda onda, um tsunami gigantesco mata 40% da população. Na terceira onda, os pássaros passam a transmitir um vírus que mata 97% das pessoas que resistiram aos ataques anteriores. Na quarta onda, os próprios alienígenas se infiltram entre os humanos restantes, espalhando a dúvida entre todos.
Com a proximidade cada vez maior da quinta onda, que promete exterminar de vez a raça humana, a adolescente Cassie Sullivan (Chloe Grace Moretz) precisa proteger seu irmão mais novo e descobrir em quem pode confiar.

Adquira o livro com capa do pôster do filme com 30% de desconto na loja virtual da Editora Fundamento: http://bit.ly/1Qonk6z

CURIOSIDADES SOBRE O FILME:

– A atriz Chloe Grace Moretz que interpretou a protagonista de A 5ª Onda também fez parte do filme Se Eu Ficar.
– O vilão da história foi interpretado por Liev Schreiber, que fez o irmão do Wolverine em um dos filme do X-Men.
– Os livros A 5ª Onda e O Mar Infinito estão na lista dos mais vendidos do jornal The New York Times
– A 5ª Onda é indicado para os fãs de Jogos Vorazes e Divergente
– O terceiro livro da trilogia A 5ª Onda será lançado no exterior em maio do ano que vem. Aqui ainda não temos previsão de lançamento.

rodape_a5_onda_filme

 

Séries, Sem categoria

Você já assistiu?

Olá meus nerds! Como estão?

Eu estou passando por algumas mudanças e comigo estou mudando algumas coisas do blog, então hoje eu trouxe pra vocês o primeiro, Você já assistiu? Onde, vou apresentar pra vocês algum filme, série, programa, enfim. 

Espero que gostem e mandem sugestões!

Vamos lá.

the_whispers_tv_series_cast-1680x1050

Recentemente eu estava à procura de assistir séries novas que eu ainda não tinha ouvido falar, daí acabei achando e me apaixonando por The Whispers. É uma ficção, criada por Soo Hugh e que ainda está em produção. O que me fez gostar da série, é o fato do suspense que está muito presente nos episódios e a forma que você é instigado e motivado a continuar acompanhando.

O mistério, também me motiva. Mas é a forma de como é usado que me faz continuar assistindo.

Sinopse:

Pais têm um ponto fraco pelos próprios filhos. Eles invadiram a Terra e estão usando essa informação para alcançar a dominação mundial. Quando centenas de crianças em Washington DC começam a falar sobre o amigo imaginário Drill, o que os pais não sabem é que Drill não é tão imaginário assim, e capaz de induzir as crianças a brincarem com um jogo perigoso, e com consequências bastante reais.

Criado por Soo Hugh (2015)
Com Lily Rabe, Barry Sloane, Milo Ventimiglia mais
País EUA
Gênero Drama, Ficção científica
Status Em produção
Duração 42 minutos

Trailer:

Tag's

Book Tag: Serendipity

faking-it

Olá meus nerds!

Quem aqui não conhece a Melina Souza, do blog Serendipity? Pois então, para responder a tag de hoje, eu resolvi trazer para vocês essas perguntas criadas pela Jadeh, do blog Estante de Sorrisos que de certa forma é um homenagem para a Melina. ❤

Cada pergunta possui uma característica que faz referência à Melina. Não vou marcar nenhum blog, mas sintam-se livres para responder também, lembrando sempre de creditar quem criou.

Let’s go!

1 – Mel: um livro que tenha um personagem que é a sua cara;

Aristoteles-e-dante

Eu já havia comentado em outra tag, mas tanto o Ari como o Dante possuem características muito parecidas com as minhas, mas o Ari é mais a minha cara.

2 – Serendipity: um livro que você tenha encontrado por acaso;

starters capa

Quando eu comprei esse livro foi apenas pela capa, que chamou bastante minha atenção, mas eu não julguei o livro pela capa, tanto que eu nem li resenha. Mas, vi que foi a escolha mais bem feita que já fiz, pois se tornou um dos meu queridinhos.

3 – Spock: um livro muito fofo;

80f96-surtada2bna2bdieta

Sabe aquele livro sem maldade, que você rir e não cansa de ler? Pois bem, foi isso que aconteceu comigo quando comecei a lê-lo. Muito fofo, a história, a diagramação, os quadrinhos, além disso educativo. 😀

4 – London: um livro que te transportou para um lugar no qual você gostaria de morar;

paper-towns

Mesmo antes de ler eu tinha e tenho muita vontade de morar em Orlando, mas o livro só aflorou meus sentimentos e minha ansiedade de orar na Cidade de Papel. ❤

5 – Gui; um livro em quadrinhos ou um livro com um personagem nerd;

fator-nerd-andy-robb

Esse livro é muito fofo, conta a história de um nerd assumido, Arch, que se apaixona pela garota dos seus sonhos e tenta conquistá-la.

6 – Fotografia: um livro com ilustrações;

calvinharoldodomingo

Eu amo quadrinhos, principalmente os antigos, como Mafalda, Turma da Mônica e claro, Calvin e Haroldo! ❤

7 – Bilbo: um livro curto, mas que você gostou muito;

as-vantagens-de-ser-invisivel_nova-edicao-623x1024

É um romance adolescente muito fofo, é escrito de forma um pouco diferente, não convencional, é um dos meus queridinhos, tem filme, mas eu ainda prefiro o livro, é curtinho tem umas 224 páginas, dá pra ler em dois dias.

 
8 – Beatles: um livro popular que você ama;

capa-extraordinario_frente

Eu não me canso de dizer que esse é o livro da minha vida! Eu amo muiiiiito e não encontrei nenhum ainda que o tire do pódio, da sua posição, #1! U.U

9 – Tatuagem: um livro que te marcou para sempre;

5271d-jogos

Eu sei que é um livro, mas… Eu não sou obrigado a nada! Quando eu li a trilogia, não tinha ideia de que teria filme e após a descoberta eu fiquei um pouco receoso, pois a história é marcante e nem sempre a adaptação segue o livro, mas não tenho do que reclamar, foi uma das melhores adaptações que já assisti. ❤ ❤ ❤

10 – Wonderland: um livro que te levou para um universo fictício;

o-hobbit-livro-tolkien-pipoca-musical-raquel-moritz-01

Hogwarts seria uma boa, Nárnia também, mas imagina viver num lugar onde habitam os hobbits, elfos, magos, anões e dragões! ❤ O J.R.R. Tolkien não criou apenas um universo fictício, ele criou uma nova cultura, novos seres e idiomas! Sem mais… ❤ ❤ ❤

DIY, Jogos Vorazes: A Esperança - O Final

DIY: Jogos Vorazes

faking-it

Olá meus nerds! Como estão?

Todos sabemos que quarta feira, 18/11/15, aconteceu a estreia da segunda e ultima parte da adaptação de Jogos Vorazes. Então, por eu ser um tributo estou super animado por isso! ❤ 

Resolvi publicar para vocês hoje, esse DIY que vi no canal Ideias Personalizadas DIY, que é uma capinha para celular inspirada nos #tordos.

Eu amo DIY, mas nunca cheguei a gravar algo que fiz, quem sabe mais pra frente…

Espero que vocês gostem da dica! Dá logo play! 😀

Nostalgia

Relembrar é viver… Adolescência!

faking-it

Olá meus nerds!

Muitas vezes me pego pensando em algo que vivi e que tive a oportunidade de conhecer, que os jovens de hoje infelizmente podem nem chegar a ter contato. Mas, percebi que assim como pra mim, as coisas que vivi são nostálgicas quando relembro de tudo, os jovens de hoje quando mais velhos pensarão a mesma coisa sobre os jovens do futuro. (deu pra entender? kkkkkkkk) 

Bom, onde quero chegar? Essa é a pergunta. 

A melhor fase da minha vida foi a adolescência. Embora, muitas vezes ser “proibido” de fazer algumas coisas… (soltar a franga! kkkkk) 

Quando lembro dos filmes e séries, brincadeiras, músicas, é tão… ❤ ❤  

Eu sempre preferi coisas de meninas! (não sei o porque U.U) – Eu sou fã até hoje de HSM, RBD, Hannah Montana, Sunny – Entre Estrelas, Disney daquele tempo 2004 – 2005 – 2006 meados. Musicais? Amooooo!! Camp Rock (Demi Lovato <3). 

Tenho todos os CD’s de RBD, embora estejam perdidos por aí! kkkkkkkkk Tenho todos os DVD’s e CD’s de HSM, também estão perdidos! kkkkkkkk Gente como é bom e nostálgico isso. 😀 

Floribela! Mean Girls! Jonas Brothers! Belinda! Dulce Maria! Alegrifes e Rabujos! Carrosel! Chiquititas! Selena Gomez! Miley Cyrus! As Visões da Raven! Gêmeos a Bordo! Feiticeiros de Waverly Place! Isa TKM! iCarly! A Casa de Anubis! Brilahnte Victoria! (não lembro de mais… 😛 )

Naquele tempo, não éramos rotulados por gostar dessas coisas… Hoje, não posso falar o mesmo. 

Sim! Lembro de todas as músicas. As falas, roupas, personagens, coreografias. (lágrimas!)

Sharpay e Ryan Evans – Divos ❤ (são os meus preferidos)

Prometo fazer mais posts assim, ameiii!! hahahaha Isso é apenas um pouco das coisas que eu curtia na minha adolescência. E você, se identificou com alguma coisa? Quer compartilhar conosco? Deixa nos comentário, leio todos! *w*