4 Estrelas, Editora Arqueiro, Especial: Halloween, Resenhas

Resenha: Os três, por Sarah Lotz

ostrc3aas

Sinopse:

Quinta-Feira Negra. O dia que nunca será esquecido. O dia em que quatro aviões caem, quase no mesmo instante, em quatro pontos diferentes do mundo.

Há apenas quatro sobreviventes. Três são crianças. Elas emergem dos destroços aparentemente ilesas, mas sofreram uma transformação.

A quarta pessoa é Pamela May Donald, que só vive tempo suficiente para deixar um alerta em seu celular:

Eles estão aqui.

O menino. O menino, vigiem o menino, vigiem as pessoas mortas, ah, meu Deus, elas são tantas… Estão vindo me pegar agora. Vamos todos embora logo. Todos nós. Pastor Len, avise a eles que o menino, não é para ele…

Essa mensagem irá mudar completamente o mundo.

Título: Os Três 
Título original: The Three
Autor: Sarah Lotz
Ano: 2014
Páginas:
400

Editora: Arqueiro

4 SABRES

Skoob | Goodreads | Compre

 

Resenha:

sarah_lotz_by_christine_fourie

Os Três por Sarah Lotz é um thriller pré-apocalíptico envolvente que gira em torno de quatro acidentes de avião, onde três crianças milagrosamente sobrevivem. O livro é escrito a partir de relatos de testemunhas após os acontecimentos. O livro tem um prazo a partir do momento em que o avião cai a eventos que vão desde final dos cultos mundo, para os teóricos da conspiração e abduções alienígenas sem esquecer as famílias e comunidades que mantêm o livro juntos.

Os relatos de testemunhas e entrevistas são intercaladas por Elspeth Martins que recolhe informações de pessoas envolvidas com os três de todo o mundo. Os três são Bobby Smalls, um americano que depois do acidente vai ficar com a avó Lillian Pequeno, Jessica Craddock, que é cuidada por seu tio Paul Craddock na Inglaterra e Hiro Yanagida, um rapaz japonês que vai viver com seu primo Chiyoko Kamamoto e sua família.

lost

O tom de Os Três é escuro e possui um mistério assombroso que você vai lentamente sendo puxado para dentro. O livro é criado em capítulos entre conspiração e sobreviventes. Os capítulos de conspiração focam o Pastor Len Vorhees, que é um pregador que acredita que Pamela Maio Donald, que estava no vôo japonesa, deixou uma mensagem de telefone antes dos acidentes de avião acontecerem. Isso o leva por um caminho extremo que liga uma série de capítulos em conjunto, anunciando um futuro muito distópico. Os capítulos sobreviventes foca em ‘os três’, as suas famílias e o que eles têm de lidar com os acidentes.

Achei o livro muito interessante, uma vez que não é focado em um único local no mundo. Em vez disso temos de ver como diferentes culturas reagem aos acidentes de avião e os próprios sobreviventes. Quer se trate de uma invasão ou lidar com um acidente de avião definida tão perto de 9/11. O livro pode ser visto como uma conspiração teórica de sonhos; nos é dada sugestões desde o início que muitas coisas ruins estão para acontecer na história no desenrolar da leitura. Este é um livro inteligente, que vai deixar você saber o que é verdadeiro e o que não é.

Siga! Curta! Comente!Compartilhe!
4 Estrelas, Editora Record, Especial: Halloween, Resenhas

Resenha: O Silêncio dos Inocentes, por Thomas Harris

resenha-o-silc3aancio-dos-inocentes-thomas-harris-hannibal-livro-capa

Sinopse:

Cinco mulheres são brutalmente assassinadas em diferentes localidades dos Estados Unidos. Para chegar até o sanguinário assassino, uma jovem treinada pelo FBI entrevista o Dr. Hannibal Lecter, um brilhante psiquiatra, cuja mente está perigosamente voltada para o crime. Ao seguir as pistas apontadas por Lecter, a jovem se vê envolvida numa teia mortífera e surpreendente. Uma novela policial arrepiante, escrita pelo célebre autor de Domingo Negro.

Título: O Silêncio dos Inocentes 
Título original: The Silence Of The Lambs
Autor: Thomas Harris
Ano: 2000
Páginas:
318
Editora: Record

 

4 SABRES

Skoob | Goodreads | Compre

Resenha:

O livro começa muito bem. Clarice Starling, uma estagiária na seção de ciência comportamental do FBI é atribuída uma tarefa de falar com o Dr. Hannibal Lecter em conexão com o caso de “Buffalo Bill”. Dr. Lecter está trancado em um hospício. As regras estabelecidas para todos aqueles que se encontram com o Dr. Lecter são tão estranhas e rigorosas que o leitor é deixado remoendo sobre esse personagem sombrio. Por exemplo. A pessoa que o conhece não pode tocá-lo, não pode emprestar-lhe caneta esferográfica e assim por diante. Pensei: “o autor está tentando criar um personagem artificial, definindo tais regras.” Mas as páginas seguintes sobre o mal do Dr. Hannibal Lecter fez claro por que tantas regras. Fiquei boquiaberto com o terror. A conversa do Dr. Lecter e Sterling são intrigantes. Os diálogos são meticulosamente escritos e instigantes. Thomas Harris apresenta a imagem do mal do Dr. Hannibal Lecter em algumas páginas iniciais, em seguida, esta comunicação comprova sua ingenuidade. Ele é louco, mas ele é astuto e ele é canibal. Ele é o Dr. Hannibal Lecter.

the-silence-of-the-lambs-anthony-hopkins1
Fonte: Google

Depois de ler “O Silêncio dos Inocentes”, devo dizer que Thomas Harris realmente tem uma escrita impecável. Ele enfiou o suspense no livro desde a primeira página. Gosto de romances de ficção de crime que têm ricos detalhados, tais como “O Colecionador de Ossos”. O Silêncio dos Inocentes se destacapor ser uma ficção de crime clássico inesquecível e por conter diálogos magníficos e um suspense incessante. Thomas Harris deixa os eventos ocorrerem de tal maneira que é difícil de largar o livro. Dr. Hannibal Lecter dá pistas que podem levar ao criminoso, mas eles são tão complexos que o FBI demora a adivinhar.

A melhor parte do livro é o título. Thomas Harris é gênio. Os diálogos entre Sterling e Dr. Lecter são magnificamente escrito. Em uma de suas conversas, Thomas Harris justifica o título do livro. Descobri que é a parte do romance mais encantadora. Foi talvez a coisa mais divertida neste livro.

d0a4d0bed182d0be_d0a5d0b0d180d180d0b8d181_d0a2d0bed0bcd0b0d181_aadb6
Fonte: Google

Em “O Silêncio dos Inocentes” o criminoso não é assustador. Ele é esquisito, mas não assustador. Mas isso não afeta a qualidade do livro. Ele ainda distrai o leitor. Eu também senti que, apesar de Thomas Harris elevar o nível de suspense, o mesmo caiu no final. Os eventos que conduzem o FBI para o criminoso pareceu incompleto. O suspense enormemente trabalhado enfraqueceu no final do livro.

Eu recomendo este romance por ele ter esplêndidos diálogos, o personagem esperto do Dr. Lecter e a justificação título.

5 Estrelas, Editora Record, Especial: Halloween, Resenhas

Resenha: A Profecia, por David Seltzer

a_profecia__1236620443b

Sinopse:

Em 1975, o anticristo nasceu. Uma criança protegida pelas forças do mal. Nascido de um chacal no dia seis de junho as 6:00 da manhã, o pequeno Damien foi adotado por uma família, que teria sua vida mudada pela criança que possuía o número 666 marcado em sua cabeça.

Título: A Profecia
Título original: The Omen
Autor: David Seltzer
Ano: 1976
Páginas:
204
Editora: Record

5 SABRES

Skoob | Goodreads | Compre

Resenha:

Numa noite em Roma, o diplomata americano Robert Thorn troca seu filho morto por um órfão recém-nascido. Ninguém, nem mesmo sua esposa, sabe da troca. Como o menino, Damien, cresce, eventos estranhos começam a acontecer. Em primeiro lugar, a babá morre em circunstâncias estranhas, e, em seguida, uma nova babá e um cão preto feroz parecem tomar conta dele. Kathy, esposa de Robert tem um acidente grave e um padre velho estranho persegue Thorn para lhe dizer que o seu filho é a semente do diabo. Como as mortes começam a aumentar, Thorn deve correr em toda Roma, Jerusalém e Londres para tentar desvendar a verdade. Com um final cheio de momentos angustiantes, você vai querer pegar o próximo romance imediatamente para descobrir o que acontece a seguir!

omen3_zps94306670
Fonte: Google

A trama em si demora um pouco para se desenrolar, mas uma vez que a primeira morte ocorreu, o ritmo pega dramaticamente e os acontecimentos estranhos tornam-se cada vez mais frequentes. Até o momento eu estava a meio caminho andado folheando as páginas do romance, eu não poderia colocá-lo para baixo até que eu tivesse terminado. A trama rapidamente se move de uma forma completamente assustadora com o avanço da leitura. Eu fiquei muito impressionado com o fato de que a história conseguiu me deixar nervoso – muito poucos romances conseguem isso com sucesso e ser classificado como assustador, assim Seltzer lidou com isso muito bem.

davidseltzer2012writersguildawardspress73ep4jdn8cil

Eu não vi o filme ‘A Profecia’, então eu não posso comparar o livro com o filme; No entanto, tal como foram ambos escritos pelo mesmo homem, é provável que eles serão semelhantes. Eu acredito que alguns nomes alternativos foram usados no livro, e Seltzer foi capaz de desenvolver as histórias de personagens mais plenamente. Confesso que amo história de terror, principalmente as que envolvem demônios, me julgue. E agora que terminei o livro, eu estou agendando um dia para assistir o filme, porque se eu achei o livro assustador, o filme vai assustar a vida fora de mim! E claro, quero ler os outros quatro livros da série.

Curtam! Comentem! Compartilhem! Sigam o blog!

Especial: Halloween, Sem categoria

Especial: Halloween | 2016

halloween-hero-1-h
Fonte: Google

Entramos no mês mais sombrio do ano… e o que vem na sua cabecinha ao pensar em Halloween? Bom, na minha, várias coisas relacionadas à literatura como maratonas, resenhas, book haul, indicações… eu tbm pensei em fazer uma semana do halloween e aproveitar que estou de férias da universidade.

E, nada melhor que começar com a editora que vem ganhando nossos corações, vocês já sabem que eu amo essa editora, fazer o que né? Isso mesmo, a Darkside Books! Gzuis, posso nem ouvir falar que já quero!

Esse ano a editora publicou, muitos e muitos e muitos livros para nós que amamos o terror, o suspense e óbvio, a aventura. Posso dizer também que além de livros a editora nos trouxe bastante emoção, ao publicar livros que já eram desejados por nós como Donnie Darko.

Enfim, vou explicar como vai funcionar essa semana, ok? É o seguinte, todo dia, durante uma semana (7 dias), eu vou publicar uma resenha literária de um livro de terror ao qual já li, mas de editoras diferentes e vou tentar também resenhar de autores diferentes. Escolhi a Darkside para dar o ponta pé inicial nessa nossa aventura horripilante! HAHAHAHAHAHA (risadinha malévola u.u) Ah sim, já ia me esquecendo, o livro escolhido da editora é o Menina Má, por William March.

Sem categoria

Bruxas ou Saci?!

faking-it

Olá meus nerds!

Por que as melhores coisas estão nos Estados Unidos? :S

HAHAHAHAHAHA

Eu sou daqueles que sairia fantasiado, de cada em casa, falando: DOCES OU TRAVESSURAS!

Mas será que essa é a pergunta certa? Pois, enquanto nos Estados Unidos que no dia 31/10 é Halloween ou Dia das Bruxas, aqui no Brasil é Dia do Saci. Poderíamos sair por aí vestidos de Saci pedindo doces ou cachimbos… Mas, preferimos reclamar. Sabe porque todos conhecem o Halloween? Por que, eles valorizam a sua cultura, coisa que não temos muito o costume de fazer, aqui. 

Mas eu não estou aqui pra resmungar ou falar que devemos valorizar nossa cultura, pois estaria sendo hipócrita, já que tenho certeza que nasci no país errado.

Enfim, desejo à todos um ótimo Halloween e um ótimo Dia do Saci! 😀 

4 Estrelas, Editora DarkSide, Resenhas

Resenha: A Noite dos Mortos Vivos – John Russo

mortos-vivos_capa_bibliotecadoterror

Sinopse:

A DarkSide® desenterra mais um clássico do terror e vai direto na fonte: A Noite dos Mortos-Vivos, considerado uma das maiores obras-primas do gênero e um livro obrigatório para os fãs de The Walking Dead, Resident Evil, Orgulho e Preconceito Zumbi e tudo aquilo que englobe os carismáticos comedores de cérebros.

Se hoje os zumbis estão em alta é porque, em 1968, George Romero e John Russo se reuniram para escrever o roteiro de A Noite dos Mortos-Vivos e mudar a história do cinema. O filme revolucionou o mito sobre as criaturas que voltavam do além: as superstições vodus das velhas produções B deram lugar à epidemia de fome canibal nas ruas norte-americanas. Criaturas similares já haviam aparecido antes nas telonas, mas foi em A Noite dos Mortos-Vivos a primeira vez em que foram retratados como uma praga devoradora de carne humana.

O próprio John Russo (que também atua no clássico de 1968 como um zumbi) adaptou a história do filme neste romance que a DarkSide® traz para o Brasil. A Noite dos Mortos-Vivos inclui ainda uma surpresa para os leitores: o texto integral da sequência do clássico, que nunca chegou a ser filmada, chamada de A Volta dos Mortos-Vivos (não vai confundir com a comédia trash de 1985, que também contou com Russo no time de roteiristas). Depois de 45 anos, finalmente é publicado no Brasil o romance do filme que marcou gerações.

Título: A Noite dos Mortos Vivos 
Título original: Night of the Living Dead
Autor: John Russo
Ano: 2014
Páginas
: 320

Editora: DarkSide Books

BOM!
BOM!

Skoob | Goodreads | Submarino

Resenha:

Como sempre a DarkSide se destaca entre as demais por agradar os fãs da literatura e cinema. Acho que já falei por aqui, que amo muito a Editora e vejo que a cada livro publicado esse amor aumenta.. kkkkkkkkkkkkkkk ❤

A Noite dos Mortos Vivos, é um clássico cinematográfico, um filme trash de 1968 que aborda um tema que hoje é meio “repetitivo”, mas naquela época era algo inovador, ZUMBIS! Eu amos zumbis, séries, filmes, livros, tudo me encanta. John Russo, é um gênio e um grande escritor.

O livro é baseado no filme e diferentemente de algumas publicações da DarkSide, esse não aborda os bastidores do filme.

O livro é composto por duas histórias paralelas. A primeira delas vai contar o alastramento da doença que causou a volta dos mortos, os primeiros meses e a trama abordada. A Segunda história vai dar foco aos tempos futuros, em que a doença volta a castigar a população, entretanto, o autor irá de uma maneira bem subjetiva nos mostrar que o real perigo não são os zumbis, mas o que eles causaram na população!

A narrativa do autor é bem impactante, todos os momentos do enredo são descritos de forma atrevida, principalmente nos momentos de ação. A abordagem geral do livro vai retratar unicamente o modo de vida da população da cidade pós espalhamento da doença. Como um bom livro de zumbis, o romance não é o foco principal, mas ainda assim de forma suave ele aparecerá nas entrelinhas.

E como não poderia ser diferente, a explicação geral de como se deu o surgimento e como a mesma se apoderou da maioria dos mortos não foi completamente sanada, mas o suficiente para nos dar a chance de usarmos a nossa imaginação.

A Noite dos Mortos Vivos é um livro pra quem é fã de zumbis e gosta de ser impactado, já que o enredo é cheio de emoção e descobertas. E aí vai ficar esperando ser atacado ou vai sair correndo?… kkkkkkkkk

“Os rostos dos agressores eram rostos de defuntos. A carne estava putrefata e gotejava pus em alguns pontos. Os olhos inchados projetavam-se para fora das órbitas profundas. Tinham a pele pálida, branca como gesso. Moviam-se com dificuldade, como se a força misteriosa que os ressuscitara não tivesse feito um trabalho completo. […]” (p.37)

Playlist da Semana

Playlist da Semana: Especial – Halloween

faking-it

Olá meus nerds!

Estamos no mês do terror e hoje eu trouxe pra vocês algumas músicas para curtir o #halloween que não temos, HAHAHAHA mas que não te impede de curtir uma social party com os amigos. 

Porém para não cair na mesmice e fazer um post com uma playlist clichê recheada de videoclipes de horror, resolvi incluir como tema: terror com sensualidade.

Quem nunca assistiu a um show de horrores com uma pitada de sensualidade? Pois é… Todos nós já assistimos, mas se você ainda não assistiu pode fazer diferente e vê-los pela primeira vez aqui 😀 Dentre os muitos clipes que existem, eu escolhi os 5 melhores, que seguem logo abaixo.

#5 Rihanna – Disturbia

#4 Katy Perry – E.T

#3 Miley Cyrus – Can’t Be Tamed

#2 Lady Gaga – Born This Way

#1 Backstreet Boys – Everybody

Gostaram? Substituiriam ou incluiriam algum? Comenta!