3 Estrelas, Resenhas

Resenha: Dezesseis por Rachel Vincent

0118

Sinopse:

Em um mundo em que todos são iguais, uma garota se destaca por sair do padrão. Uma história promissora e de ritmo acelerado, escrita por Rachel Vincent, autora best-seller do The New York Times.

“Nós temos cabelos castanhos. Olhos castanhos. Pele clara. Somos saudáveis, fortes e inteligentes. Mas só uma de nós já teve um segredo.”
Dahlia 16 vê seu rosto em toda multidão. Ela não tem nada de especial – é apenas uma entre as outras cinco mil garotas que foram criadas visando o bem da cidade. Ao conhecer Trigger 17, porém, tudo muda. Ele a considera interessante. Linda. Única. Isso significa que ele deve ser defeituoso. 
Quando Dahlia não consegue parar de pensar nele – nem resistir a procurá-lo, ainda que isso signifique quebrar as regras – ela percebe que deve ser defeituosa também. Mas, se ela for defeituosa, todas as idênticas também são. E qualquer genoma com defeito descoberto deve ser recolhido. Destruído. Ser pega com Trigger não apenas selaria o destino de Dahlia, mas o das cinco mil garotas com o mesmo rosto. No entanto… e se Trigger estiver certo? E se Dahlia for mesmo diferente? Subitamente, a garota que sempre seguiu todas as regras começa a quebrá-las, uma a uma…

Título: Dezesseis
Título original: Brave New Girl
Autores: Rachel Vincent
Ano: 2017
Páginas: 240
Editora: Universo dos Livros

3 SABRES

Resenha:

Antes de começar minha resenha, sinto que devo colocar um aviso – sim, esse é um daqueles livros de YA. Um desses distópicos extravagantes, com um mundo terrível e um romance adolescente. Eu tentei ler com pouca ou nenhuma expectativa, e sugiro que você faça o mesmo. Mas, independentemente de todas as suas falhas, este foi um livro que me levou em um passeio selvagem e eu adorei cada minuto dele.

Este livro é vagamente baseado no romance distópico Admirável Mundo Novo. Está situado na cidade de Lakeview, cheio de pessoas estéreis e pesadamente monitoradas que obedecem a todas as ordens do Departamento Administrativo. Dahlia 16 é um dos 5 mil outros genomas – clones criados geneticamente que têm todos os mesmos cabelos castanhos, olhos castanhos, pele clara.

“QUANDO EU ERA PEQUENA, achava que todas as meninas do mundo se pareciam comigo, porque é assim que são as coisas no jardim de infância. Os únicos rostos femininos vistos que eram diferentes do meu pertenciam às nossas babás, que se pareciam entre si, e eu acreditava que quando crescesse meu rosto ficaria igual ao delas.”

Dahlia é uma jardineira que passa todos os dias em seu grupo de pessoas idênticas que cuidam de plantas que ajudarão a alimentar a cidade. Há também soldados, engenheiros genéticos e trabalhadores, todos com um único objetivo: seguir todos os pedidos da Administração para servir a cidade.

Quando Dahlia está em um elevador que quebra, ela fica presa no escuro por uma hora com Trigger 17, um soldado de combate. Em pânico, Dahlia começa a enlouquecer e Trigger tenta acalmá-la, mesmo que seja estritamente proibido falar um com o outro. Depois disso, Dahlia não consegue parar de pensar em Trigger e em como ele é diferente de qualquer um que já conheceu antes.

Eu sei que isso soa como o romance adolescente; Eu posso apenas ver as manchetes – “um mundo controlador não pode parar seu amor proibido”. E meio que era, mas a coisa é,que funcionou totalmente. Em um cenário que não é tão realista, o romance instalado deles se encaixa perfeitamente. Além disso, eles tinham alguma química séria – depois de apenas algumas reuniões secretas eu estava pronto para gritar: “Beija logo!” Eles eram super fofos, e pela primeira vez eu não me importei com um relacionamento que progredisse rapidamente quando o enredo era tão rápido.

Com o enredo intenso de Dezesseis sobre um governo controlador, eu não pude deixar de voar pelas páginas, apenas para ser recompensado com um terrível cliffhanger no final. Esta é uma ótima história, e não posso esperar pela próxima. Porque não há como não haver um próximo, com um final assim! (Na verdade é uma duologia, mas não sabemos quanto a Universo dos Livros irá publicar a continuação da história).

 

Até a próxima! Deixem seus comentários logo abaixo.

Causas

#AmulherPorTrásDoLivro

ee047dc5-b3a8-47e6-8818-4bb7978d66ba

Homenagem ao Dia Internacional da Mulher:
“Por trás do livro, existe uma mulher”.

Ajude-nos a homenagear as milhares de leitoras que dedicam parte do seu tempo ao amor pelos livros.

I – Explique em poucas palavras algumas das suas características mais marcantes.

II- Poste uma foto sua com a hashtag ‪#AmulherPorTrásDoLivro‬, marque o perfil da @universodoslivros no Instagram ou poste no seu perfil do Facebook e envie um print para nós por inbox.

III- Convide suas amigas para participar.

No dia 8 de Março, montaremos um álbum no Facebook da editora com as mulheres que participaram.

Fonte: Universo dos Livros

NICK NERDBOOKS 2